Print Friendly, PDF & Email

Assim como Moisés elevou a serpente no deserto, também o Filho do Homem será elevado… O olhar dirigido para o céu é que distingue o homem dos outros animais. Só o homem levanta a cabeça para contemplar o firmamento; só o homem procura no alto, em Deus, o sentido da sua existência.

Um dia, surpreendi dois alunos a brincar na capela. Desfizeram-se em desculpas dizendo que afinal ninguém tinha visto.
– Ninguém?! Então Deus não está aqui?
– Sim, mas reparámos que a porta do Sacrário está fechada – Respondeu um deles a sorrir.
– Vocês esqueceram-se de olhar para cima. Imediatamente os dois colegas ergueram o olhar para o alto e saíram envergonhados.

Não sei bem o que é que sentiram estes alunos mas olhando para o alto descobriram uma presença que os despertou para a realidade.
Só do alto vem a luz que dá sentido à alegria e à dor, às vitórias e às derrotas, à solidão e ao maior de todos os enigmas, a morte.
Quem só olha para baixo, atrofia-se. Quem aspira às coisas do alto, transcende-se, projectando-se na eternidade.

Cristo, levantado na cruz, atrai o olhar de todo o homem. Mesmo comprometido com as realidades materiais, de olhos abertos para o céu, o homem abre uma janela sobre o seu coração.

Pe. José David Quintal Vieira, scj
davidvieira@netmadeira.com