Print Friendly, PDF & Email

Jesus Cristo, o Bom Pastor, diz que as suas ovelhas escutam a sua voz.
Um colega meu, ao imaginar um rebanho assim tão obediente e certinho, desabafou:
– Quem me dera que a minha comunidade fosse assim, que todos se respeitassem e se escutassem… Parece que tenho mais lobos que ovelhas.
– Todos nós somos pastores. Temos, dentro de nós, ovelhas e lobos. Aquelas são boas, obedientes, respeitadoras. Os outros são altivos, violentos, abusadores. As primeiras vivem em harmonia com todos, não se ofendem com as palavras dos outros nem ofendem ninguém. Os lobos passam o dia a brigar e mesmo as pequenas coisas os lançam num ataque de ira mas a sua raiva não muda coisa nenhuma. Algumas vezes é difícil conviver com estas duas presenças dentro de nós porque ambas tentam dominar o nosso espírito.
Então o meu amigo perguntou:
– E quem são os mais fortes, as ovelhas ou os lobos? Qual deles vence?
A resposta só poderá ser esta:
– O mais forte é aquele que alimentamos com mais frequência.

Transpiramos para fora aquilo que nos vai cá dentro. Aquilo que cada um é individualmente condiciona a sua comunidade pois o rebanho é feito de ovelhas. Se só nos alimentamos de ódio, incompreensão e intransigência, haverá mais lobos que ovelhas. Jesus Cristo dá a vida pelas suas ovelhas.

Pe. José David Quintal Vieira, scj
davidvieira@netmadeira.com