Print Friendly, PDF & Email

Jesus enviou os seus discípulos dois a dois, isto é, como amigos. De facto, ser discípulo de Cristo é ser amigo e testemunhar a amizade.

Um homem sonhou que estava a subir uma íngreme montanha com o seu cão. Os dois cansados e com muita sede viram a certa altura um portão. O homem perguntou ao vigilante:
– Que lugar é este, tão lindo?
– Isto é o céu.
– Que bom! Podemos beber da fonte?
– Você sim, o seu cão não. É proibida a entrada de animais.
O homem ficou desiludido pois era grande a sede mas não quis beber sozinho deixando o seu fiel amigo com sede e prosseguiu o caminho.
Mais à frente surgiu uma porta mais estreita.
– Bom dia, podemos beber da fonte, eu e o meu cão?
– Sim, bebei à vontade.
– Obrigado! A propósito, como se chama este lugar?
– Céu, respondeu o vigilante.
– Céu?! Mas disseram-nos que o céu era lá atrás.
– Lamento, aquilo era o inferno.
– Mas então, essa informação falsa deve causar grandes confusões.
– De forma nenhuma. Fazem-nos até um grande favor porque lá ficam aqueles que são capazes de abandonar os seus melhores amigos.

Onde 2 ou 3 estiverem reunidos em Seu nome, Cristo estará no meio deles porque estarão no Céu ou o Céu estará neles.

Pe. José David Quintal Vieira, scj
davidvieira@netmadeira.com