Print Friendly, PDF & Email

O trecho do Evangelho deste Domingo tem duas opções: uma forma longa e outra breve. Uma vez proclamei a parte que se refere à indissolubilidade do matrimónio, omitindo a longa, em que Jesus abençoa as crianças e as apresenta como modelo. No final, alguém veio ter comigo:
– O Sr. Padre teve dificuldade em falar dos problemas do matrimónio, precisamente porque não leu a solução que Jesus apresenta a seguir.

Prometi a mim mesmo nunca mais cortar as palavras de Jesus. Se necessário fosse, passaria a reduzir o tempo da homilia mas nunca o Evangelho. Segundo aquela senhora, o êxito do casamento consistia em aprender das crianças.

Recordei então o que um autor dos nossos dias escreveu: "As crianças ensinam sempre a qualquer adulto três coisas:
– A ficar satisfeito com pequenas coisas
– A estar sempre ocupado
– A lutar com todas as forças por aquilo que realmente deseja."

Nesse dia rezei pelos esposos, para que na sua vida conjugal fossem capazes de viver satisfeitos, sem grandes exigências mútuas, a estarem sempre ocupados, pois o ócio é o pai de todos os vícios, e a lutarem sem desânimo por aquilo que sonham.
Se toda a gente aprendesse assim das crianças, muitos dos seus problemas deixariam de existir.

Pe. José David Quintal Vieira, scj
davidvieira@netmadeira.com