início início congregação congregação província província comunidades comunidades pessoas pessoas pastoral pastoral
bilbioteca biblioteca agenda agenda/efemérides opinião opinião ligações  ligações
documentos
 
biblioteca governo geral
biblioteca governo provincial
biblioteca outros documentos
estudos dehonianos
 
biblioteca obras de leo dehon
biblioteca estudos
biblioteca textos oficiais
multimédia
 
biblioteca apresentaes pps
biblioteca vdeos
biblioteca banco de imagens
arquivo
 
biblioteca dossier
biblioteca msicas
biblioteca calendrio histrico
biblioteca album de fotografias
biblioteca outros materiais

 

O testamento de Paulo imprimir

CANTO DE EXPOSIÇÃO DO SANTÍSSIMO

INTRODUÇÃO

S. Paulo escreve a Timóteo, seu colaborador e companheiro durante as viagens missionárias para o incitar a exercer com firmeza e coragem a missão que lhe foi confiada por Deus pela imposição das mãos: o anúncio do Evangelho, a organização do culto, a condução pastoral da comunidade. Nesta passagem, convida o discípulo a ser no meio do povo de Deus “memória de Cristo Jesus”, isto é, a testemunhar, com todo o seu ser e o seu agir, a pertença a Cristo, a transmitir fielmente o que recebeu, a anunciar cada dia a ressurreição do Senhor.

Escutai a Palavra de Deus, da Segunda Carta do Apóstolo São Paulo a Timóteo (2Tm 2,1-3.7-26)

Tu, meu filho, sê forte na graça de Cristo Jesus. Quanto de mim ouviste, na presença de muitas testemunhas, transmite-o a pessoas de confiança, que sejam capazes de o ensinar também a outros. Compartilha as dificuldades, como bom soldado de Cristo Jesus. […] Reflecte sobre o que te digo, pois o Senhor te dará a compreensão de tudo. Tem sempre bem presente Jesus Cristo, ressuscitado de entre os mortos e nascido da linhagem de David, segundo o meu evangelho, pelo qual sofro mesmo estas cadeias, como se fosse um malfeitor. Mas a palavra de Deus não pode ser acorrentada. Por isso, tudo suporto pelos eleitos, para que também eles alcancem a salvação em Cristo Jesus e a glória eterna. É digna de fé esta palavra: Se com Ele morrermos, também com Ele viveremos. Se nos mantivermos firmes, reinaremos com Ele. Se o negarmos, também Ele nos negará. Se formos infiéis, Ele permanecerá fiel, pois não pode negar-se a si mesmo. Lembra-lhes estas coisas, advertindo seriamente em nome de Deus que não se envolvam em litígios de palavras. Isso não serve para nada e leva à ruína dos ouvintes. Esforça-te por te apresentares diante de Deus como trabalhador digno e irrepreensível, interpretando rectamente a palavra da verdade. Evita as vãs conversas profanas, pois só fazem prosperar a impiedade […] Foge das paixões juvenis. Procura a justiça, a fé, o amor e a paz com todos os que invocam o Senhor de coração puro. Abstém-te de discussões estúpidas e néscias, pois sabes que só levam a conflitos e aquele que está ao serviço do Senhor não deve ser conflituoso, mas tem de ser amável para com todos, ter uma boa pedagogia, ser tolerante, saber corrigir os adversários com suavidade, na esperança que Deus lhes conceda o arrependimento em ordem ao reconhecimento da verdade e escapem ao laço do diabo, que os mantém cativos e sujeitos à sua vontade.

Silêncio para reflexão pessoal e para adoração


ORAÇÃO PELA BEATIFICAÇÃO DO PADRE DEHON

Nós Te damos graças, Deus nosso Pai.
Pelo teu servo Leão Dehon,
enriqueceste a Igreja com uma nova família religiosa.

Que a sua beatificação nesta Igreja
seja louvor para tua glória.

A seu exemplo e pela tua graça,
faz de nós profetas do amor e servidores da reconciliação
no Coração do teu Filho.

Que o seu caminho seja seguido por discípulos santos
que levam ao mundo a alegria do teu Evangelho.

E que toda a nossa vida, ó Pai,
unida à de Jesus teu Filho, nosso Senhor,
santificada na graça do Espírito Santo,
seja uma oblação agradável para a salvação do mundo.
Ámen.
 


CÂNONE DE TAIZÉ

Confitemini Domino, quoniam bonus.
Confitemini Domino, alleluia.
 

 

 


© Sacerdotes do Coração de Jesus - Dehonianos
R. Cidade de Tete, 10   .   1800-129 Lisboa - Portugal   .   Telefone: 218 540 900   .   E-mail: portugal@dehonianos.org