Print Friendly, PDF & Email

No passado dia 5 de Junho houve festa especial na comunidade dehoniana do Seminário Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide (Lisboa). Motivo para tão grande júbilo: as Bodas de Prata de Ordenação Sacerdotal do Pe. Jacinto de Farias e do Pe. José Gonçalves.
Às 19 horas deu-se início à Missa de Acção de Graças, presidida pelo Pe. Jacinto que na homilia partilhou uma mensagem de agradecimento e esperança e reflectiu sobre a missão, o sentido e o dom sacerdócio à luz da espiritualidade dehoniana. Para a celebração da Eucaristia, foram utilizados os paramentos e o cálice oferecidos pelo familiares e povo da terra natal do Pe. Jacinto: Ginetes (Açores).
Ao jantar festivo seguiu-se um belíssimo momento musical. O Pe. Jacinto cantou e encantou. Temas já consagrados como "morte porque mataste lira", "tudo isto é fado", "o meu menino é d’oiro", saíram da sua melodiosa voz. O som das guitarras tocadas pelos jovens religiosos e a sala a meia-luz davam um enquadramento perfeito ao serão.
Mas o melhor da noite estava ainda para chegar, quando o festejado se abeirou do negro piano e deu início a um improvisado concerto de música clássica que deleitou os confrades das comunidades dehonianas de Lisboa que puderem associar-se a esta celebração das Bodas de Prata Sacerdotais.
O Pe. Jacinto e o Pe. Gonçalves foram ordenados sacerdotes a 4 de Junho de 1978, na celebração do Centenário da Fundação da Congregação, em Fátima.

Parabéns aos festejados e votos de felicidades no exercício do ministério.

| Zeferino Policarpo, scj |