Print Friendly, PDF & Email

Caros confrades, poupo-vos ao meu [ainda] pobre italiano, e uso do meu [não melhor] português para vos dar notícias deste lado do mar Mediterrâneo, ou Tirreno para ser mais preciso. Longe de querer assimilar-me às narrativas bíblicas, mas um tanto quanto como Moisés, após a travessia do mar cá cheguei à “minha terra prometida”.

Os primeiros dias de emigração foram passados num árduo reconhecimento das pedras  e mármores de Roma. Digo-vos que foram dias difíceis para escolher o que visitar, visto que se comprova que em cada canto da cidade eterna, há sempre uma página de História a conhecer. Em Roma tive oportunidade de contactar com muitos confrades, mas em especial com os nossos confrades portugueses “emigrados”, a quem manifesto a minha profunda gratidão pelo bom acolhimento que me prestaram.

Escutados os últimos ensinamentos, na audiência geral com o Papa, voltei à “peregrinação” e aproveitando a boleia do Pe. Ciro (Provincial ITM) partimos para Nápoles, onde estive dois dias. A caravana não parou e avançámos um pouco mais até Rende (Cosenza), onde cheguei há precisamente um mês. Porque, hoje, é fácil a partilha, partilho convosco a minha localização: https://goo.gl/maps/RxRh7KzLmt82. Nasci entre os vales montanhosos e, por isso, para vales montanhosos fui agora enviado. Não posso dizer que me estranhe a geografia, nem tão pouco [por enquanto] o clima. Muito mais tenho a dizer sobre a comunidade que me acolhe, ou comunidades, que penso ser o mais correcto.

O Pe. Emanuele, o Pe. Mario, o Pe. Luigi e o Pe. Amedeo são os confrades que compõem comigo esta comunidade. Mas, como vos disse, devo usar o plural, na medida em que no outro extremo do terreno há um outro “convento”, este das Irmãs Mestras de Santa Doroteia, Filhas dos Sagrados Corações, que nos auxiliam nesta missão. As “comunidades” completam-se com a presença de alguns leigos, ajuda indispensável na vida paroquial e de capelania. São, precisamente, a Capela Universitária e a Paróquia de São Paulo, Apóstolo, o foco da nossa missão. Muito embora, eu os tivesse distinguido, são na verdade uma só pastoral. Peço que aguardem uma próxima notícia acerca desta realidade, pois por cá os ritmos pastorais ainda estão a dar sinais de arranque. Posso dizer-vos, que estou contente por haver encontrado uma(s) comunidade(s) com um ritmo orante valioso e dedicada à missão que lhes foi confiada.
Peço a vossa oração por mim e por todos quantos partilharão comigo o seu tempo e vidas.

Rezo por todos vós,
Abbraccio!

Alguns links que poderão interessar:

https://www.facebook.com/cappella.unical/

http://www.parrocchiasanpaoloapostolodehoniani.it/

http://www.unical.it/portale/

http://www.dehonianisud.it/

 

Flickr Album Gallery Powered By: WP Frank