Print Friendly, PDF & Email

Mesmo sendo o último dia, não se deixou de seguir o horário habitual, pelo menos para a oração da manhã e pequeno almoço. À oração de laudes presidiu o P. António Correia.
O tema que motivava a nossa reflexão deste dia era, desde o princípio, "Novas metodologias de Pastoral Vocacional e Seminários". O P. Adérito propôs-nos o tema com uma conferência, tendo também como base os trabalhos de grupo do dia anterior. Basicamente, podemos caracterizá-la como algumas notas válidas de um pastoralista sobre a situação actual da sociedade em que vivemos e da nossa Província.
Depois destas notas, o P. Superior Provincial apresentou o trabalho de grupo que se lhes seguia. Basicamente, veio a ser uma reflexão sobre a Pastoral Vocacional e Seminários, desde os seminários menores até ao noviciado; no fundo uma reflexão sobre todo o arco formativo era o que nos foi pedido.
No fim desta sessão, D. Manuel Quintas e o seminarista Rui que o acompanhava despediram-se de nós, devido a encargos que os ocupariam no final do dia. Agradeceram o acolhimento. Também nós ficámos agradecidos pela sua presença sempre bem-vinda entre nós.
Divididos em cinco grupos, realizámos as nossas reflexões e, de seguida, tivemos a Eucaristia que podemos intitular de encerramento, mesmo que à tarde ainda nos fôssemos ocupar de assuntos bem importantes. À Eucaristia presidiu o Pe. José Ornelas, Superior Provincial; baseado no Evangelho da liturgia da palavra ("Pedro amas-me mais do que estes?… Vem e segue-me"), propôs-nos antes de mais uma reflexão pascal e, ao mesmo tempo, uma reflexão sobre a nossa pastoral vocacional e de seguimento. De salientar que, na Eucaristia e no almoço, estava presente o nosso ex-religioso, Eduardo Franco, com a sua esposa e restante prole. Foi um momento de confraternização com gente que consideramos da nossa família.
À tarde, os trabalhos foram retomados pelas 15.00h, mas nem por isso viriam a terminar mais cedo. O que, de manhã, tinha sido reflectido em grupos, foi à tarde exposto em plenário e proposto para discussão. O que motivou o nosso confronto de ideias, moderado pelo P. Adérito, foi sobretudo a forma de fazer pastoral vocacional (onde e quando…), os nossos seminários menores (que modelos seguir) e o nosso noviciado (qual o melhor momento para o fazer).
Terminada a parte de confronto de ideias, o P. Ornelas mostrou-se disponível para esclarecer assuntos da vida da Província. Falou-se sobretudo do "Projecto Angola". No final dos esclarecimentos, em nome de todos os participantes, quis explicitar o seu agradecimento aos organizadores da semana, a todos os que nela prestaram serviços.
O P. David, coordenador da organização da semana, ainda teve uma palavra de encerramento, desejando que haja mais iniciativas deste tipo, ao longo dos próximos anos e que, depois destes dias de reflexão, se possa fazer um trabalho de Pastoral Vocacional e Seminários, nas suas palavras "mais e melhor".
No final de árduo trabalho, quem quis, de acordo com programa, pôde jogar futebol, mesmo com a chuva que caía.
Alguns dos participantes ainda ficaram para o jantar, ao passo que outros foram deixando o Seminário Nossa Senhora de Fátima, devido a trabalhos pastorais.

| Ricardo Freire |