Print Friendly, PDF & Email

▬ Lembram-se da actividade de lançamento do novo ano lectivo [+] no Colégio Missionário?!… Pois claro!…
Nós gostamos tanto dela que quisemos voltar à Ponta de São Lourenço para encerrar as actividades deste ano lectivo… Na sexta feira, dia 5, colocámo-nos em marcha, com a comida e as tendas às costas, e fomos acampar por três dias na ponta mais a leste da ilha da Madeira…
Saímos do seminário ás 15 horas e, antes de nos dirigirmos para o “Texas”, ainda passámos pelo seminário diocesano, para retribuir uma visita que os seminaristas diocesanos nos tinham feito em Novembro do ano passado, numa linha de troca de experiências que se tem vindo a implementar. Com eles, convivemos, rezamos e jogamos futebol…
Por volta das 20 horas já estávamos junto à Casa do Sardinha (pequeno edifício que o Parque Natural da Madeira tem no extremo da ilha), montámos o acampamento e preparámo-nos para jantar. Daí até à oração da noite, feita em cima da falésia, no topo do pico, com uma vista incrível para o mar e para o farol, ocupamos o nosso tempo conversando, rindo e jogando…
A manhã de Sábado, dia 6, foi inteiramente dedicada à avaliação do ano. Primeiro a nível do discernimento pessoal, depois das actividades (havia pelo menos 20 para avaliar) e por fim, a nível comunitário (uma espécie de hetero-avaliação). Porém ainda antes do almoço, que, por causa de alguns problemas com a nossa velha carrinha, demorou um pouco mais do que o previsto a chegar ao acampamento, houve tempo para uns refrescantes mergulhos no Cais do Sardinha.
A parte da tarde foi bem passada com uma sesta e mais conversa, risos, jogos e mergulhos… São os benefícios de não termos electricidade ou qualquer outro sinal de civilização num raio de 3 quilómetros! Depois, alguns foram apanhar lapas, outros passear pelas arribas, outros recolher lenha, pelo calhau, para a fogueira da noite…
Ao fim da tarde, celebrámos a Eucaristia em cima de uma rocha sobranceira ao mar, com o pôr-do-sol, o horizonte e as desertas como retábulo. Cada um partilhou um dos momentos que mais o marcou neste ano… Surgiram coisas muito interessantes. O ambiente, a partilha e a oração tornaram essa Eucaristia, sem dúvida, um desses momentos inesquecíveis que cada um guardará ao longo da sua vida.
À noite, jantámos à volta da fogueira. Assámos salsichas e chouriços. Acompanhamos com pão e regamos com Laranjada. Depois houve convívio, pela noite dentro… Músicas, músicas inventadas, anedotas e oração…
No Domingo de manhã, cansados mas felizes, levantámos o acampamento às 7 horas da matina. E, depois de tomarmos o pequeno almoço, fizemos o caminho de regresso… Estava marcada para o meio dia uma missa no Colégio Missionário, com os Pais dos seminaristas, à qual se seguiria uma pequena reunião. Até aqui tudo bem, só que a nossa velha carrinha resolveu voltar a não funcionar!… Ainda a empurrámos, e voltámos a empurrar vezes sem conta… Mas nada feito…
Atrapalhados, porque faltava apenas hora e meia para a missa, lá apanhámos uns táxis…Chegamos a casa e os pais já estavam à nossa espera. Aprontámo-nos e a missa começou quase de imediato…
Por fim o almoço e, a seguir, a dita reunião, de cujos pontos um não escapou a ninguém – o próximo campo de férias já está marcado, para fins de Junho, e será no Porto Santo.
O balanço anual é bastante positivo. Todos os seminaristas gostaram da caminhada e, mais importante, mostram algum caminho realizado. Também houve problemas, com certeza, mas acreditamos que deles se soube fazer um pouco de crescimento! Agora, entre exames e férias, esperamos já pelo próximo ano, ansiosos por continuar a crescer.

“Texas” é o nome que entre os religiosos da comunidade do Colégio Missionário se dá à ponta de São Lourenço, desde o tempo em que lá se passavam as férias comunitárias (para saber os porquês consultar os serviços de informação secreta). “t’end” é uma mistura de “to end” (para acabar) com “tenda”.

» Emanuel Vítor, scj