O dies natalis do Pe. Leão Dehon foi celebrado em Aveiro, como é de tradição. Para além da comunidade local, formada por 3 padres, 8 noviços e 10 postulantes, participaram vários confrades de outras comunidades. Sem desprimor para ninguém, permitimo-nos salientar a do Superior Provincial, sempre grata e estimulante, a do Pe. Miguel Corradini e a do Pe. Ângelo Caminati, que nos lembram as origens da Província, a do Pe. Manuel Gouveia e a do Pe. Armando Baptista, que nos unem aos missionários ad gentes e a do Pe. Rafael Costa, director do Centro Geral de Estudos, que nos liga à comunidade da Casa Geral e do Colégio Internacional.

As celebrações começaram às 10:30 horas com uma sessão solene, onde os noviços apresentaram, mais ou menos sinteticamente, o seu estudo sobre «A Eucaristia, dom do Coração de Cristo». No final foram entregues exemplares do livro com os textos completos para as diversas comunidades.

A celebração eucarística foi presidida pelo Superior Provincial que acentuou alguns desafios que a Eucaristia celebrada, comungada e adorada nos traz.

Seguiu-se o almoço de confraternização, a romagem ao cemitério para recordar o Ir. Vitorino, cujo aniversário de falecimento hoje ocorre, bem como os outros confrades da Província já falecidos.

Depois, enquanto os mais novos desentorpeciam as pernas jogando futebol, os mais velhos discorriam sobre temas da actualidade, lembravam episódios mais ou menos antigos, dormiam pacatamente a um canto, ou reuniam para tomar algumas decisões inadiáveis.

Numa palavra, depois de uma manhã bem preenchida a lembrar pontos importantes do nosso carisma e da nossa espiritualidade, profundamente ligados à Eucaristia, viveu-se uma tarde serena e útil a vários níveis. Que a todos aproveitem! E que o Pe. Dehon, de quem celebrámos o octogésimo aniversário da morte, interceda por nós!

| Fernando Fonseca, scj |