Últimas notícias de Salamanca

Última semana de Formação de Ecónomos SCJ em Salamanca. Ao longo destas duas últimas semanas, a formação foi mais prática. Incidiu sobre: bancos e meios financeiros; planificação e controlo de gestão; análise económico-financeira e tomadas de decisões; contabilidade; balanços; orçamentos.
Na formação espiritual (administração dos bens da Igreja), o Secretário Geral dos SCJ, Pe. Marek, apresentou-nos as leis da Igreja e da Congregação no que se refere aos bens eclesiásticos.
Iniciámos esta semana com o “PRATICUM”: como bem lançar dados num programa de contabilidade oficial da Província HI; análise dos resultados obtidos e como usá-los para a programação económica trienal das Províncias.
Durante este tempo também tivemos oportunidade de conhecer algumas realidades da Província HI e visitar cidades histórias na vida da Igreja de Espanha. Em Alba de Tormes, onde se encontra a primeira fundação de Santa Teresa de Jesus, pudemos contemplar a grandeza da sua obra através de uma exposição acompanhada por uma irmã carmelita, que retratou toda a história da vida de Teresa de Jesus. No fim da visita, o grupo celebrou a Eucaristia na capela onde se encontra sepultada a SANTA. Ávila, Madrid e Toledo foram as últimas cidades percorridas em peregrinação.
Num fraterno convívio acabamos sempre por descobrir a criatividade de alguns participantes na inovação do vocabulário: horista – trabalhador a horas; chavear – fechar à chave; rodízio de pessoas – turno de trabalho; sakafotos – fotógrafo (Pe. Manuel, LU), conhecido como paparazzi japonês…; xerocar – tirar fotocópias (…); camisola – camisa da noite.
Como vos lembrais, programámos no início do curso a abertura de uma fábrica de velas. Devido aos custos fomos obrigados a fechá-la antes de abrir, por não termos apoio financeiro suficiente para o lançamento da primeira pedra. Surgiu depois uma empresa mais rentável: loja de velas no santuário de S. Judas Tadeu em S. Paulo que tem um consumo de 30 mil quilos de cera por mês, tendo eles de recorrer a um “crematório” exterior para queimar as velas.
Ficam para depois as conclusões práticas deste encontro.
Adeus e até breve.

Um abraço.

| Manuel Domingos Pestana, scj |

Por La Capelle, a beber nas fontes

Já todos o sabem: estamos a participar na preparação para a Profissão Perpétua. Depois de uma semana em Madrid, e de uma breve passagem por Puente La Reina, estes últimos dias foram passados em La Capelle. Para alguns não será nada de novo aquilo que agora vos transmitimos, mas não podíamos deixar de sublinhar a muita emoção que temos vivido pelo facto de estarmos pela primeira vez a contactar com as terras que em tempos foram as do Pe. Dehon; como se não bastasse, estamos a viver na sua casa natal! Poderá não ser caso para cantarmos o “nunc dimittis”, mas é caso para viver intensamente estas experiências. Afinal, tornam-se-nos agora familiares os nomes e lugares com que nos habituáramos a conviver desde muito novos.
Já visitámos St. Quentin, já rezámos junto ao túmulo do Pe. Dehon, na igreja de Saint Martin, e ao túmulo de outros confrades que se encontram sepultados no cemitério da cidade. Visitámos a Catedral e todos os outros lugares que todos sabem terem sido significativos na vida e obra do Pe. Dehon. Visitámos também os túmulos dos pais e familiares do Pe. Dehon, sepultados em La Capelle.
Os primeiros dias estiveram ao cuidado da sábia orientação do Pe. Yves Ledure e os restantes foram animados pelo Pe. Edy Ahnen. Se o primeiro procurou pôr-nos a reflectir acerca da “Experiência de fé do Pe. Dehon: contexto social, eclesial e familiar”, o Pe. Edy falou-nos sobre “A Congregação ao serviço da Missão”.
Somos poucos a participar – 12 estudantes, 3 formadores e os conferencistas – mas está instalada uma verdadeira babel de línguas e uma mistura de culturas: há polacos, portugueses e espanhóis, há um natural do Congo que vive no Canadá e tem a família em Genebra, há um brasileiro que trabalha no Congo e agora se encontra a estudar na Alemanha, entre outras misturas de menor monta. Se é certo que são muitas as línguas e bem diversas as culturas, também o é que nos entendemos perfeitamente quanto ao espírito e ao objecto das nossas reflexões.
O calor é muito e o trabalho abunda, mas reina um verdadeiro espírito de fraternidade.
A nova etapa é agora Bruxelas. Esperamos, em devido tempo, poder partilhar convosco a vivência desses dias belgas.

| José Agostinho F. Sousa, scj |

Em Bruxelas, no centro da Europa

Estamos a chegar ao fim da nossa estada aqui em Bruxelas, terminando assim esta experiência de preparação conjunta para a Profissão Perpétua. Agora será o longo regresso a Portugal, com passagens por Paris, Lourdes e Salamanca.
Esta última etapa de preparação teve uma componente cultural mais forte, não estivéssemos nós na cidade de quase todos os organismos da União Europeia. O excelente acolhimento da nossa comunidade deu também para nos proporcionar visitas aos locais mais significativos da cidade, como a Basílica do Sagrado Coração de Jesus, a Catedral, a Grande Praça, a famosa fonte do menino e, claro, os edifícios da União Europeia.
O tema de formação – que também o houve – foi a nossa espiritualidade e seus grandes pilares. O Pe. Joseph Famerée orientou os encontros, falando-nos de Amor, Oblação e Reparação, do Coração de Jesus e da Eucaristia. Foi óptima oportunidade para aprofundar a reflexão acerca de tão importantes componentes da nossa espiritualidade.
A muitos quilómetros da nossa vida de todos os dias, sentimo-nos verdadeiramente em casa, para o que muito contribuiu o facto de ser a cozinheira da comunidade uma portuguesa da Régua. É também muito fácil ouvir-se falar português em algumas zonas da cidade, onde também não faltam os estabelecimentos comerciais lusos, nomeadamente cafés.
Valeu a pena! É este o sentimento com que partimos, ao terminarmos esta etapa de formação. Como bem espelha a mensagem que daqui enviámos ao Superior Geral e aos respectivos Superiores Provinciais, estes encontros são importantes para uma maior identificação com a Congregação e um melhor conhecimento do Carisma que herdámos e anima a nossa consagração. Ficámos sobretudo mais sensibilizados para o necessário compromisso na Missão e na sociedade a que pertencemos, procurando ajudar a superar dificuldades e injustiças.
Apetece dizer um obrigado a quantos nos proporcionaram esta experiência, a começar pelo Senhor Deus, que tão boas dádivas nos concede.

| José Agostinho F. Sousa, scj |

Notícias de Salamanca

Mais uma vez queremos partilhar convosco algumas informações sobre a última semana de formação de Ecónomos SCJ em Salamanca.
1. Módulo Cooperação: “Chaves de Inovação e Financiamento e Gestão de Projectos”. Este módulo de formação teve como base a apresentação exaustiva de como se estrutura um projecto de financiamento a apresentar a uma ONG, biblioteca disponíveis pelas ONGs para financiamento de projectos de desenvolvimento socio-económico e filantrópicos. Foi um Módulo de formação interessante, porque os participantes puderam conhecer os caminhos mais seguros para apresentar um projecto de Desenvolvimento.
2. Módulo “Formação Espiritual: Economia e Vida Religiosa”, desenvolvido pelo Pe. Aquilino, baseando-se nos documentos fundamentais do XXI Capítulo Geral sobre a Economia, e pelo Pe. Giovanni Prost (Ecónomo do Congo) que apresentou um trabalho de pesquisa sobre o Pe. Dehon e movimentos sociais no seu tempo.
3. Hoje mesmo terminou o “Módulo de Informática” – Excel, programa de cálculo informático, e também tivemos uma aula prática sobre o Microsoft Outlook (correio electrónico). Por azar a Internet “pifou” mesmo no momento crítico do envio de mensagens. Ficou-se um pouco pela teoria. Para alguns foi esta a primeira vez que trabalharam com um computador…
4. Sábado passado pudemos fazer uma pausa cultural-turística, visitando a Cidade de León, na Província de Castilla-León. Sendo a cidade natal do Pe. Aquilino, ele esmerou-se nas explicações. Um seu sobrinho guiou-nos a vários lugares. Mesmo interessante foi a visita à Igreja de Sto. Isidoro (padroeiro da Paróquia de Eixo), onde pudemos também ver o museu-tesouro e o panteão dos Reis de Castela-Leão. Tivemos um rico almoço, cuja iguaria mais apreciada foi o “rabo” de boi.
Seguem noutro e-mail mais algumas fotos que ilustram o árduo trabalho destes dias…

Um abraço,

| Manuel Domingos Pestana, scj |

Notícias de Madagáscar

Algumas notícias chegadas recentemente da Região de Madagáscar:

1. Renovações de votos.
Foram admitidos 17 escolásticos à renovação de votos, dois dos quais (Alain e Prosper) fizeram o pedido para serem admitidos à profissão perpétua, cuja preparação vai decorrer durante o mês de Setembro.

2. Ordenações.
Dois escolásticos (Francis e Jérôme) serão ordenados diáconos. O diácono Yvon será ordenado presbítero. As ordenações realizar-se-ão a 6 de Agosto no Seminário Menor de Ambohipo.

3. Novo Mestre de Noviços e de Postulantes.
O P. Nigro Rocco foi nomeado Mestre de Noviços e de Postulantes a partir do próximo ano. Recorde-se que o Noviciado esteve suspenso durante um ano, após a saída do P. Leandro.

4. Noviços e Postulantes.
Foram admitidos 7 candidatos ao Noviciado e 9 ao Pré-Postulantado.

5. Mudanças nas comunidades.
A Região de Madagáscar efectuou algumas mudanças de pessoal, que terão início a 1 de Setembro de 2005. No que respeita aos confrades portugueses, apenas o P. Alcindo passa de Antsirabé para vigário de Ifanadiana. Os outros continuam nos mesmos lugares: os Padres Dinis, Luís Ernesto e Pedro em Antananarivo; o P. Baptista e o Ir. José Manuel em Fianarantsoa; o P. Álvaro em Ifanadiana; o P. Jardim em Ambohimanga du sud; o P. Clemente em Mananjary e em Antsenavolo. Encontram-se em Portugal o P. Rafael (a título definitivo) e o P. Leandro (adscrito à Casa Regional MAD, tendo o Superior Provincial LU jurisdição para a sua colocação comunitária e pastoral). D. Alfredo Caíres continua, naturalmente, como Bispo de Mananjary.

6. Estudos em Roma.
Encontram-se em Roma o P. Gabriel para estudos de especialização e, no próximo ano, o P. Justin vai participar no Curso para Formadores.

7. P. Perroux em Madagáscar.
O P. André Perroux estará em Madagáscar de 20 a 28 de Setembro para proferir algumas conferências sobre o Padre Dehon e orientar o retiro anual da Região.

8. Regresso do P. Sardini.
O P. Stefan Sardini regressou a Madagáscar, afim de trabalhar em Ambatondrazaka, sob a responsabilidade directa dos Bispos. Está adscrito à Casa Regional MAD e participa na vida da comunidade de Imerimandroso.

| Manuel Barbosa, scj |

Notícias de Salamanca

Após a última crónica resolvemos enviar mais alguns dados relevantes do trabalho. Desta vez preferimos contratar um Mestre-Professor em biblioteca Humanos (RR HH): Alfonso da ESIC. Explicou-nos como recrutar pessoal para as nossas empresas (comunidades SCJ) e como planificar, organizar e motivar (confrades). RR HH foi tema de estudo desde segunda e terminará quinta ao almoço. Ontem, a tarde foi ocupada com apresentações de economias: O Pe. Aquilino apresentou na íntegra a situação económica da Cúria Geral. As contas da Cúria foram apresentadas com os números reais para sensibilizar os presentes a uma maior colaboração com o Governo Geral. Também disse que o conhecimento dos elementos económicos são importantes para a participação de todos na vida das comunidades. Seguiu-se a apresentação das economias por parte dos participantes. Deram o pontapé de saída a Região da Venezuela e a Missão do Equador. O dia terminou com música popular espanhola nos átrios do seminário. O grupo que actuou foi convidado pelos 120 professores que ao longo desta semana se encontram no Seminário de Salamanca em congresso.
Hoje continuámos com os RR HH na parte da manhã e durante a tarde continuou a apresentação da economia das Províncias presentes: Portugal ilustrou, de modo gráfico, a situação económica e focou de modo particular o empenho da Província LU na remodelação do Centro Dehoniano e do Seminário de Alfragide.
Seguidamente, o Pe. Domingos apresentou a Missão de Angola, desde a origem até ao momento actual, dando enfoque à colaboração da Congregação no projecto de Angola. Seguiram-se as apresentações de Moçambique e da Argentina.
Para informação, é bom saberem que às 7:45h da manhã encontramo-nos na capela para Laudes e Eucaristia e às 19:50h para Adoração e Vésperas. O dia termina com jantar às 20:30h. Trabalhos das 9h às 13h e das 16h às 19. Como vedes, não nos deixam brincar em serviço.

Um abraço e bom trabalho.

| Manuel Chicharo, scj – Manuel Domingos, scj |

PS: o grupo do Pe. António e Pe. Domingos começou hoje a planificar uma fábrica de velas. A ver vamos se no fim do curso o projecto será rentável, a curto ou a longo prazo.
 

Ecónomos em Salamanca

Está a decorrer na nossa casa de Salamanca um Curso Intensivo para Ecónomos de língua Espanhola e Portuguesa. Cerca de 25 Ecónomos de várias nações estudam as questões económicas de modo intensivo e abreviado. O Pe. Aquilino, Ecónomo Geral, participa e anima.
De Portugal vieram os Pe. A. Correia, Pe. Camilo e Pe. Manuel. De Angola veio o Pe. Manuel Domingos.
Fomos recebidos muito bem pela Comunidade SCJ de Salamanca.
Calor não tem faltado, desde manhã à noite.
Os primeiros dois dias foram dedicados inteiramente a uma Introdução ao Marketing. Além de muitas coisas interessantes falou-se também de "como conquistar os nossos ‘clientes… os benfeitores’ que o Senhor nos dá".
A este propósito, os nossos confrades de Salamanca rezam sempre pelos benfeitores nos momentos de oração às refeições.
Sábado passado fizemos uma pausa, com justa causa. Fomos à cidade de Venta de Baños, a 200 Kms de Salamanca, na direcção nordeste, para participar e festejar uma Ordenação Sacerdotal de um nosso confrade espanhol. Festa rija e bem vivida. O "copo de… água" realizou-se na nossa casa "Seminário-Colégio" de Venta de Baños.
Em anexo envio fotos que testemunham a nossa presença nesse acontecimento.
Por motivos superiores o Pe. A. Correia e o Pe. Camilo tiveram de ir a Portugal em serviço religioso, não tendo podido ir à festa da Missa Nova.

Recebemos quatro calhamaços-sebenta para melhor estudarmos os assuntos económicos. Sala cheia, calor intenso, eis as condições externas do nosso curso. Podemos dizer que está a decorrer tudo normalmente.

Votos de bom trabalho ou de boas férias para todos os confrades da nossa Província LU.
Amanhã continua o trabalho!

| Manuel Chicharo, scj – Manuel Domingos, scj |
 

Notícias da Casa Provincial

Curso para Ecónomos em Salamanca.
No dia 30 de Junho partiu de Lisboa para Salamanca a comitiva que vai participar no Curso da Congregação para Ecónomos durante todo o mês de Julho: P. Manuel Chícharo, P. José Camilo, P. Domingos Pestana (Angola), P. Bellini (Moçambique); o P. António Correia foi directamente de Aveiro para Salamanca.

Novo pároco do Bairro da Boavista.
No dia 1 de Julho, o Cardeal-Patriarca de Lisboa nomeou, sob proposta do Superior Provincial, o P. José Agostinho de Figueiredo Sousa para pároco de São José do Bairro da Boavista. Substitui o P. Saturino, que fez um excelente trabalho durante os dois primeiros anos de vida da paróquia, mas os vários encargos académicos e eclesiais que tem assumido nos últimos tempos não lhe permitiriam a disponibilidade necessária para esta missão.

A Província deixa Linda-a-Velha.
Com a nomeação do Cónego Francisco Tito para Pároco de Linda-a-Velha, a Província deixa o encargo pastoral da Paróquia de Linda-a-Velha, no prazo que estava acordado entre a Província e o Patriarcado. O P. Manuel Martins irá, em princípio, realizar um ano sabático, após tantos anos dedicados a construir esta paróquia, onde deixou uma forte marca dehoniana.

Missionários e estudantes em férias.
Como é normal nestas alturas, vários missionários encontram-se de férias entre nós: de Madagáscar, o P. Álvaro Gaspar, o P. Manuel Jardim e o P. Armando Baptista; de Moçambique, o P. José Diomário. Recorde-se que o P. Rafael de Sousa, vindo de Madagáscar, integrará uma das comunidades da Província, assim como o P. Leandro Garcês.
De Roma, chegaram para um tempo de férias e apoio nalguns serviços da Província os padres José Armando e Paulo Vieira. Daqui a dias chegará o P. Paulo Coelho.

Preparação para a profissão perpétua e estudo de línguas.
Partiram esta manhã para Madrid, acompanhados do P. Adérito Barbosa, a fim de iniciarem a preparação para a profissão perpétua, o Paulo Renato e o Ricardo Teixeira. Numa segunda fase, continuarão para La Capelle (França), acompanhados pelo P. José Agostinho, para se juntarem a outros candidatos dehonianos da Europa. A preparação terminará no final de Julho em Aveiro.
Dentro de dias partem para Hales Corners (Estados Unidos), a fim de aperfeiçoarem o estudo do inglês, o P. Adérito Barbosa e os diáconos Joaquim António e Ricardo Freire. Ficarão até meados de Setembro.

| Manuel Barbosa, scj |