Reunião da equipas Educadoras e Formadoras

▬ No passado dia 26 de Abril (segunda-feira) realizou-se no Seminário Missionário Padre Dehon a reunião das Equipas Educadoras e Formadoras dos nossos seminários.
Este encontro contou com a presença de muitos dos confrades ligados a esta área de apostolado. A reunião começou com a palavra de abertura do Superior Provincial, Pe. Zeferino Policarpo, onde realçou a importância deste encontro como espaço de reflexão e partilha; propôs que os nossos seminários, através de iniciativas concretas, se tornassem mais abertos às famílias cristãs e concluiu com uma breve reflexão sobre a “internacionalidade”. O resto da manhã consistiu na partilha do trabalho que se realiza na Pastoral Vocacional no Porto e no Funchal, e na formação dos seminaristas do Colégio Missionário, Seminário Missionário Padre Dehon e Instituto Missionário. A manhã terminou com um tempo de adoração a que se seguiu o almoço.
Da parte da tarde, depois de uma visita às obras que estão a ser realizados no seminário, retomámos os trabalhos pelas 15h00 escutando a partilha referente à formação inicial: Noviciado e Seminário Nossa Senhora de Fátima. Após lanche, os trabalhos foram dedicados à reflexão sobre o tema da “internacionalidade”: primeiro em pequenos grupos e depois em plenário com todos presentes. Das ideias que imergiram sobre o tema podemos destacar estas: é recomendável que a formação inicial dos candidatos se faça na Província de origem; a “internacionalidade” deve aplicar-se mais às últimas etapas de formação e ás especializações; a nossa Província ainda tem candidatos que permitem organizar internamente a formação; estamos disponíveis para acolher e colaborar com as Províncias que têm menos candidatos e que não têm possibilidade de organizar a sua própria formação.
O dia terminou com a celebração da Eucaristia com a participação dos seminaristas.

» Adelino Manuel, scj
 

Festa dos Antigos Alunos do Seminário Padre Dehon

▬ 25 de Abril foi dia de grande movimento e afluência ao nosso Seminário por ser o dia do Encontro dos Antigos Alunos. Depois da chegada e dos primeiros contactos com o ambiente e com as pessoas, demos início à reunião na sala de teatro para falar dos estatutos da futura AEAD (Associação dos Ex-Alunos Dehonianos). Pelas 12h15 celebrámos a Eucaristia, presidida pelo Pe. Adelino e concelebrada pelo Pe. Ricardo José. Depois da Eucaristia, tirámos a fotografia de grupo e seguimos para o refeitório onde, como é costume neste dia, saboreámos a famosa “feijoada à brasileira”, confeccionada pelo Armindo Pinto (um ex-aluno) e família. Depois do café, pelas 15h, retomámos as actividades no salão de teatro com a costumada apresentação individual e ainda troca de impressões sobre a futura Associação. Pelas 17h00 começaram as actividades desportivas, nomeadamente futebol e jogo da malha. Depois do lanche e das despedidas, cada um foi seguindo para o aconchego dos seus lares, alegres e felizes por terem revivido boas recordações do passado.

» José Camacho dos Santos, scj
 

Pe. Jacinto de Farias publica livro

▬ “Um fogo que arde, mas não queima”. É este o título do livro que o Pe. José Jacinto Ferreira de Farias acaba de publicar. Ao longo de 136 páginas o autor apresenta uma reflexão teológica sobre a Virgem Maria, partindo da Mensagem de Fátima.
O povo cristão sempre acreditou que, nos momentos de crise como o actual, encontraria refúgio e protecção sob o manto materno de Nossa Senhora. É importante que assim aconteça também hoje. Este ensaio teológico tem este propósito: estimular a confiança na protecção de Nossa Senhora, para que os católicos e os homens de boa vontade saibam e tenham a coragem e a sabedoria de, no momento oportuno, tomarem as decisões correctas, e de terem a força para o testemunho e mesmo até para serem sinal de contradição a respeito de uma certa mentalidade mundana e neo-pagã que, de certa maneira, determina e condiciona o nosso tempo.
O Pe. José Jacinto Ferreira de Farias é natural do Ginetes, Açores, onde nasceu em 1950. Pertence à Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos), tendo emitido os votos religiosos em 1970 e ordenado sacerdote em 1978. É professor de teologia na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, e membro do Conselho Cientifico.

» Zeferino Policarpo, scj
 

XIII Encontro Nacional da Juventude Dehoniana

▬ Realizou-se em Fátima, de 16 a 18 de Abril, o XIII Encontro Nacional da Juventude Dehoniana, que congregou 220 vindos dos Açores, de Coimbra, de Lisboa, da Madeira, do Porto e da Espanha.

Sexta-feira, dia 16
Os Jovens foram chegando atrasados pelo mau tempo e sendo acolhidos. A noite foi dedicada às apresentações e à oração na noite que incluiu uma encenação sobre o tema do ano: “na senda de Dehon, despertar a solidariedade”.

Sábado, dia 17
A caminhada, sob alguma chuva, alguns pontos de significativos de Fátima e Aljustrel que apontam para a solidariedade de Deus, das personagens desta terra e da sua mensagem, despertou-nos para o caminhar da nossa vida como o lugar da realização do valor deste ano, na senda de Dehon. Terminámos a caminhada na Casa do Bom Samaritano, das Irmãs Franciscanas da Divina Providência, com a celebração da eucaristia.
À noite partilharam-se as vivências da caminhada e realizaram-se os ensaios do Festival de Encenações.

Domingo, dia 18
De manhã celebrámos festivamente a eucaristia. À tarde, com muita animação, fez-se o Festival de Encenações. Além do maior troféu que todos receberam, que foi o de participarem e partilharem o seu modo de sentir e viver a Solidariedade, alguns grupos viram os seus trabalhos destacados pelo júri:
Melhor Mensagem: Outurela, Lisboa.
Melhor Banda Sonora: Sobrado, Porto.
Melhor Coreografia: Póvoa de Santa Iria, Lisboa.
Encenação Vencedora: Camacha, Madeira.

Com a mensagem final e em clima de festa despedimo-nos até ao XIV encontro que será em Alfragide, de 6 a 8 de Maio de 2011.

» Paulo Vieira, scj

 ———-

MENSAGEM FINAL
“Na senda de Dehon, despertar a solidariedade”

▬ O XIII Encontro Nacional da Juventude Dehoniana, de 16 a 18 de Abril de 2010, em Fátima, congregou jovens vindos dos Açores, de Coimbra, de Lisboa, da Madeira, do Porto e da Espanha.
Na alegria, no convívio e na oração, celebrámos a nossa caminhada deste ano partilhando a reflexão e a vivência de cada centro, segundo o tema anual: “na senda de Dehon, despertar a solidariedade”.
Na caminhada, abençoada por alguma chuva, reflectimos sobre o valor da solidariedade na bíblia na vida das personagens de Fátima, na do Padre Dehon e na nossa. Terminámos a caminhada na Casa do Bom Samaritano, onde testemunhámos a acção concreta das irmãs Franciscanas da Divina Providência e onde celebrámos a Eucaristia, como ponto de chegada e de partida de toda a acção solidária.
No Festival de Encenações exprimimos o nosso modo de ver, sentir e praticar a solidariedade, inspirados pelo Padre Dehon e pela sociedade de hoje. Queremos, de facto, despertar para a solidariedade concreta nos nossos ambientes diários e também noutros, nomeadamente no voluntariado missionário.
No próximo ano, centrar-nos-emos no valor da COMUNHÃO ECLESIAL, que nos guiará até ao XIV Encontro Nacional da Juventude Dehoniana, no Seminário de Alfragide, de 6 a 8 de Maio de 2011. Nesse encontro teremos festival de canções, com o tema “na senda de Dehon, fazer experiência de Comunhão Eclesial”.

Fátima, 18 de Abril de 2010.

» Os Participantes

Semana da Província 2010

▬ Realiza-se de 6 a 9 de Abril de 2010 a Semana da Província. A iniciativa nasceu em 2003. Por tradição realiza-se na semana após a Páscoa. O objectivo da Semana da Província é reflectir sobre um tema de interesse para a vida da Província. A isso juntam-se uma outra dimensão não menos importante: proporcionar o encontro, a partilha e o convívio entre os dehonianos.

Para este ano o Governo Provincial confiou ao Grupo de Estudo e Divulgação da Espiritualidade Dehoniana a organização da Semana da Província. Dado que estamos a celebrar o Ano Sacerdotal, o Grupo decidiu aprofundar o estudo sobre a obra do Padre Leão Dehon O CORAÇÃO SACERDOTAL DE JESUS, publicada em 1907. Durante estes dias os membros do Grupo vão colocar em comum a investigação e o estudo que fizeram ao longo dos últimos meses. Para nos ajudar a enquadrar a obra no conjunto do pensamento e da vida do Padre Dehon, estará connosco um grande especialista em assuntos dehonianos, o Pe. Rafael Costa, Director do Centro de Estudos da Congregação, em Roma.

O dia de quinta-feira será dedicado a um passeio turístico por terras alentejanas. Iremos a Campo Maior. Visitaremos o mosteiro de clausura das irmãs Concepcionistas, (tomando assim contacto com a vida e a espiritualidade de Santa Beatriz da Silva), a Barragem do Caia, alguns monumentos de Campo Maior e, por fim, a fábrica e o museu do café Delta.

A Semana da Província contará com a participação de várias dezenas de dehonianos vindos de todas as comunidades do pais.

» Zeferino Policarpo, scj