Print Friendly, PDF & Email

Neste ano missionário, Angola chama, mais uma vez, os nossos Voluntários Dehonianos. É a missão da diocese de Luena o nosso destino. Durante dois meses partirão onze voluntários para partilharem a vida com a comunidade local e a comunidade religiosa.

A missão já começou em outubro, com os primeiros encontros de preparação e foi ganhando corpo e identidade com o passar do tempo. Resolveu-se enviar um contentor com variado material para a missão de Luena e para a escola de Santa Margarida. Mais de 30 voluntários encheram o contentor no dia 27 de Abril e partiu nos dias seguintes em direção a Luanda e depois para Luena. Os projetos foram acarinhados e dinamizados pelo Núcleo da Associação dos Leigos Voluntários Dehonianos do Norte com o apoio da Associação dos Antigos Alunos do Seminário Padre Dehon. Fruto desta parceria, ergueu-se mais uma vez um projeto de voluntariado missionário em terras de Angola.

O grupo de voluntários foi trabalhando ao longo dos meses os projetos para a missão de julho e agosto. Um grupo de voluntários iria trabalhar na coordenação da construção de 2 salas de aula; um outro grupo iria trabalhar na parte educativa, quer no apoio às aulas na escola de Santa Margarida quer na alfabetização das mamãs na paróquia do Sagrado Coração e em aulas de informática.

No dia 27 de junho partiu o primeiro grupo de Voluntários. O grupo era composto pelo Antero Páscoa, o Armindo Pinto, a Dorinda Pereira, o José Quintas, o Luciano Seixas e o Pe. António Loureiro. Dos sete voluntários, três partem por dois meses e quatro regressarão um mês depois, e serão substituídos por outros quatro voluntários, permanecendo sempre um grupo de sete elementos na missão.

A Luanda chegámos num dia especial, no dia da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, dia 28 de Junho. Fomos muito bem recebidos pela comunidade de Viana, pelo Pe. Benvindo, o nosso novo superior distrital, que é natural da República Democrática do Congo, e pelo Pe. Amaro e Irmão José Manuel. Foi um dia festivo que culminou com a celebração da eucaristia do Coração de Jesus e com um bom jantar na nossa casa com as irmãs das comunidades religiosas nossas vizinhas.

Em Luanda, os voluntários apenas estiveram dois dias, depois partiram para Luena, a meta final.

Em Luena fomos acolhidos pelo Pe. Jorge Alves e pelo Pe. José, natural da República Democrática do Congo.

A nossa presença nesta cidade vem desde o ano de 2008 e primeiramente ficámos instalados no centro da cidade no seminário diocesano. Posteriormente, comprou-se um terreno à saída da cidade, no quilómetro cinco, e lá se construiu a casa da comunidade e um espaço para o seminário, para o acompanhamento de jovens vocacionados. Atualmente temos dez seminaristas do secundário.

E a paróquia que a comunidade coordena fica a cerca de dois quilómetros da nossa casa e chama-se Paróquia do Sagrado Coração, por isso a festa do Coração de Jesus foi celebrada em tom de grande festa, com um tríduo de oração ao fim do dia e uma celebração festiva no Domingo. No domingo a celebração foi única, com uma linguagem festiva e solene, intraduzível! Por meio de cantos, ritmos, vestes e cores, a celebração da eucaristia torna-se única, aqui em Angola. Esta celebração terminou com uma procissão com a imagem do Sagrado Coração de Jesus.
Segunda-feira, foi dia de dar início à construção das salas.

A escola de Santa Margarida está situada no meio de um bairro que apenas tem uns cinco anos. Depois de conseguida a paz, a população voltou e a cidade de Luena cresceu e novos bairros surgiram. A escola está a crescer, há muitas crianças, cada família tem quatro ou cinco filhos. Temos necessidade de novas salas. Depois da reunião com o Pe. Jorge, a equipa de voluntários tem a missão de ajudar a construir quatro novas salas para as crianças da escola. Começaram pelos alicerces, fazer medições, fazer os taludes, encher de pedra e cimento. Pouco a pouco vão surgindo os alicerces e depois a pedra no chão para as salas. Esta semana começa-se a levantar as paredes ao alto. Temos uma equipa de oito trabalhadores que ajudam a abrir os alicerces e no transporte da pedra e da areia.

O local é arenoso e por vezes levanta-se um vento que espalha a areia, o que dificulta o andamento dos trabalhos. Temos necessidade de beber água constantemente, pois faz calor. Porém, à noite faz frio, é o tempo do cacimbo, se durante o dia chega aos 30 graus, à noite desce até aos 10 graus!

O Armindo, o Luciano, o Antero e o Quintas estão diretamente a trabalhar na construção das salas de aulas. A Dorinda, de manhã, tem dado apoio na escola quando algum professor chega atrasado ou falta, de tarde tem dado aulas de alfabetização às mamãs, estas são mães que não tiveram oportunidade de andar na escola e apenas falam chocué.

Na semana passada chegou finalmente o contentor, foi uma festa pois vem carregado de tantas ofertas e de coisas necessárias para a missão! A betoneira, um gerador novo, os materiais de construção e materiais elétricos vão ser um grande incentivo a todo este projeto. As cadeiras e as secretárias, os materiais escolares vão ser fundamentais para esta escola. Obrigado a todos os que contribuíram com a ajuda e apoio, sem todos vocês este projeto não seria possível.

Neste fim-de-semana, tivemos a visita de D. Manuel Quintas, Bispo do Algarve, e do Pe. Isildo Silva que, este ano celebram os 50 anos de consagração religiosa. Com eles fizemos uma visita à missão de Luau, que fica a 340 quilómetros de Luena. Visitámos a missão e de modo particular a escola de Santa Teresina, onde os voluntários construíram o parque infantil. Como foi emocionante ver as crianças a brincar no parque e no campo de futebol construídos pelos voluntários. Também fomos até ao hospital local e levámos material médico e alguns medicamentos trazidos de Portugal. Ao fim da manhã, visitámos a fronteira com a República Democrática do Congo e o mercado municipal. De tarde, visitámos a construção da nova casa das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras do Imaculada Conceição, que colaboram na missão e na escola de Santa Teresinha. O jantar foi na comunidade das Irmãs, que nos prepararam um belo repasto.

No domingo fomos celebrar à igreja paroquial, no centro da cidade. Foi uma celebração festiva, cheia de cor, música e dança, presidida por D. Manuel Quintas.

Na segunda-feira regressámos a Luena, os trabalhos na escola esperam-nos. Temos de pôr as paredes ao alto e concluir parte deste grandioso projeto, que tantos amigos cativou e continua a cativar.

Alguns dos voluntários estarão até final de Agosto e aí teremos com certeza a alegria e a satisfação de inaugurar as quatro salas na Escola de Santa Margarida. Um obrigado a todos os Voluntários pelo seu testemunho e disponibilidade, as bênçãos de Deus para as suas famílias, um pedido de intercessão por todos os que colaboraram e ajudaram a concretizar este sonho. Até sempre Luena… estarás sempre nos nossos corações!

P. António Loureiro e Voluntários

 

Angola Chama

Flickr Album Gallery Powered By: WP Frank