Print Friendly, PDF & Email

A Paróquia de Baltar (Paredes) engalanou-se para acolher a celebração da Primeira Missa do novo sacerdote, filho da terra, o Pe. David Mieiro.

A celebração foi preparada ao longo da semana e esteve a cargo do Pe. António Loureiro e do Pe. Juan Noite, com missa e pregação ao fim do dia, seguida de encontros com crianças, jovens e famílias. Outros aspectos da festa também foram preparados ao longo desses dias. Os párocos e os leigos esmeraram-se em tudo, até ao mínimo pormenor.

E no dia 20 de Julho tudo estava a condizer: tapete, bandeiras, cartazes, alegria e sorriso estampados nos rostos das pessoas. A igreja paroquial, pequenina para ocasiões como esta, alargou-se para o adro com a colocação de cadeiras e instalação de um sistemas interna de televisão para se ver cá fora o que se ouvia que acontecia lá dentro.

Pelas 16h00 deu-se início ao cortejo de entrada que percorreu a estrada desde o cruzeiro até à Igreja. Párocos das paróquias vizinhas, sacerdotes e diáconos ordenados no Domingo anterior e vários Dehonianos caminhavam à frente do novo sacerdote, como que a mostrar o percurso a seguir… Nas bermas as pessoas aclamavam o Pe. David, agitavam bandeiras e integravam-se na procissão… Era, de facto, um dia muito especial. Há 61 anos que acontecera a última Missa Nova em Baltar.

A celebração foi intensamente vivida por todos. A liturgia bem preparada e os cânticos interpretados com grande beleza e qualidade, ajudaram a este clima profundamente espiritual. No final da Eucaristia houve discursos, houve agradecimentos, houve prendas e palmas para o novo sacerdote, que depois da bênção, deu as suas mãos a beijar e acolheu os cumprimentos de quantos quiseram manifestar-lhe a sua alegria e a sua amizade.

Depois, nos espaços da Associação Emaús, teve lugar o jantar-convívio aberto a todos os paroquianos e convidados do Pe. David e seus familiares.

E assim se concretizou um sonho de uma família, de uma comunidade paroquial, de um jovem que um dia sentiu o apelo de Deus e decidiu responder com toda a generosidade do seu coração. Realizou-se o sonho! E outros sonhos aguardam o seu tempo para se tornarem realidade.

Parabéns ao novo sacerdote!

Zeferino Policarpo, scj