A Província Portuguesa SCJ conta, desde dia 2 de Setembro, com mais três “romanos”: são os PP. António Loureiro, Nélio Gouveia e Ricardo Freire, que estão em Roma para se prepararem nos campos da teologia (bíblica e dogmática) e da formação nos seminários, tendo em vista um melhor serviço à Província e à Igreja em Portugal.
Em Roma, já estavam os PP. Rafael Costa e João Chaves (a trabalhar no Centro de Estudos e na Congregação do Culto Divino, respectivamente) que lhes proporcionaram uma boa recepção. Dentro de dias, chegará ainda o P. Amândio Rocha, para frequentar o Curso de Missiologia, tendo em vista a sua partida para a Missão Dehoniana de Angola.
Entretanto, a Roma, já chegou o Superior Geral, vindo da visita canónica à Finlândia. E assim se vai compondo a presença dehoniana lusa no centro da cristandade.
Nos primeiros dias, os neo-romanos foram tomando conhecimento dos ritmos da nova comunidade e de vários lugares famosos de Roma. Na Basílica de S. Pedro e arredores, fez-se sentir a precisão histórica e familiar do guia, o P. João Chaves.
Aproveitou-se o facto de um dos novos “romanos” ser padre há pouco tempo e a missa do grupo português (a que se juntaram um argentino e um uruguaio), no primeiro Domingo em Roma, teve ainda sabor a missa nova.
Entretanto, já começaram um curso intensivo de italiano, tendo em vista o ingresso nas universidades romanas.

| Ricardo Freire, scj |