Dehonianos com novo Governo Geral

O XXV Capítulo Geral dos Sacerdotes do Coração de Jesus – Dehonianos procedeu à eleição do Governo Geral da Congregação para o sexénio 2024-2030.

Na sexta-feira, 21 de junho, foi reeleito como Superior Geral o P. Carlos Luis Suárez Codorniú, natural de Las Palmas (Ilhas Canárias – Espanha), de 58 anos. O Superior Geral reconduzido no seu cargo é membro da Congregação desde 1984 e foi ordenado presbítero em 1990. Dedicou grande parte da sua vida à missão em várias partes da Congregação, sobretudo na Venezuela, onde trabalhou como professor de Sagrada Escritura, colaborou na formação dos jovens religiosos e se distinguiu no trabalho social, acompanhando jovens marginalizados. Foi eleito Superior Geral no XXIV Capítulo Geral, em 2018.

Na segunda-feira, 24 de junho, foram eleitos os vários conselheiros gerais que assistirão o Superior Geral ao longo dos próximos seis anos.

Foi reconduzido no seu serviço de conselheiro geral o P. Levi dos Anjos Ferreira, de 52 anos, originário do Brasil. O P. Levi entrou na Congregação em 1994 e foi ordenado presbítero em 2002. Trabalhou como missionário na Alemanha, na animação religiosa de um colégio e como formador de jovens religiosos. Em 2018 foi eleito conselheiro geral da Congregação, no XXIV Capítulo Geral. Ao longo dos últimos seis anos, foi o conselheiro geral que acompanhou mais diretamente a Província Portuguesa.

Continua no Governo Geral também o P. Charles Aimé Koudjou, natural dos Camarões, nascido em 1975. O P. Charles Aimé é membro da Congregação desde o ano 2000, quando emitiu a sua primeira profissão, tendo sido ordenado presbítero em 2008. Na Província dos Camarões, trabalhou sobretudo na área da formação. Entretanto, foi chamado para servir a Congregação como conselheiro geral no ano 2020.

Estreia-se como conselheiro geral o P. Renzo Brena, italiano, de 67 anos, que, ao longo dos últimos seis anos, desempenhou o cargo de Superior Provincial da Itália Setentrional. Nos últimos três anos, assumiu a coordenação dos superiores maiores da Europa, que evoluiu para uma estrutura estável denominada COSENEUR – Conferência dos Superiores das Entidades SCJ da Europa. O P. Renzo Brena fez a sua primeira profissão em 1976 e recebeu a ordenação presbiteral em 1981. Entre as várias atividades que foi desenvolvendo ao longo da sua vida, destacamos os anos de serviço na formação, valendo-se da sua formação em psicologia, e o trabalho missionário em Moçambique.

O quarto conselheiro vem da Ásia e é o P. Augustinus Guntoro, indonésio, de 50 anos. Emitiu a primeira profissão em 1996 e foi ordenado presbítero em 2003. O P. Guntoro trabalhou como missionário em várias comunidades da Ásia e estreia-se agora no serviço de conselheiro geral.

 

A fechar o número dos conselheiros encontra-se o P. Willyans Prado Rapozo, brasileiro, de 41 anos, que trabalhava até agora como missionário no Canadá, onde era pároco da paróquia St. Helen’s, em Toronto. É membro da Congregação desde 2002 e foi ordenado presbítero em 2009. O P. Willyans era membro da comissão preparatória deste XXV Capítulo Geral.

Damos graças a Deus pela vocação destes confrades e pela sua disponibilidade para servir a Congregação no Governo Geral deste sexénio que agora inicia. Imploramos a assistência do Espírito Santo para que possam ser verdadeiros “profetas do amor e servidores da reconciliação dos homens e do mundo em Cristo” (Constituições 7) e incentivar os confrades de toda a Congregação a viver essa mesma vocação, segundo o desejo do Padre Dehon.

Pe. Ricardo Freire, scj
Secretário Provincial

 

plugins premium WordPress