Print Friendly, PDF & Email

Ontem à noite (dia 21 de Agosto) o Senhor chamou à sua presença o nosso confrade, Irmão Amadeu Gomes Teixeira. Faleceu no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal. Completaria 73 anos de vida no próximo dia 27 de Agosto.

Viveu 55 anos como membro da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus, (Dehonianos) caracterizados por uma grande disponibilidade, generosidade e dedicação aos diversos serviços que lhe foram pedidos. A simplicidade, o sorriso, a bondade, a alegria e o gosto pelo canto e pela música estiveram sempre presentes nas diversas circunstâncias da sua vida. Deixa-nos em herança um belo testemunho de consagração e fidelidade a Cristo. Em muitos de nós estão gravadas as boas recordações dos tempos em que nos ensinava música, modelava as nossas vozes e criava prodigiosas harmonias para abrilhantar as festas e celebrações litúrgicas. 

Em 2007 começam a manifestar-se os primeiros sintomas da doença de Alzheimer que haveria de conduzi-lo à morte. De ano para ano a sua situação de saúde foi-se agravando, até chegar ao ponto de ser necessário recorrer ao internamento num lar de idosos especializado no acompanhamento destes casos. A partir de 14 de Junho de 2012 o Irmão Amadeu ficou internado no Lar da Santa Casa da Misericórdia de Machico. A 5 de Agosto de 2013 foi transferido para o Lar da Bela Vista, no Funchal, instituição que o recebeu e cuidou durante estes últimos fragilíssimos meses. Ontem, ao fim do dia, o seu estado de saúde agravou-se, tendo sido levado ao Hospital do Funchal, onde veio a falecer.

O corpo do Irmão Amadeu está em câmara ardente na Capela do Colégio Missionário Sagrado Coração, onde decorrerão as cerimónias fúnebres com o seguinte programa:

 Sexta-feira – 22 de Agosto

20h30 – Ofício dos Defuntos

21h00 – Missa

 

Sábado – 23 de Agosto

11h30 – Missa Exequial.

 

Depois da Eucaristia o corpo o Irmão Amadeu segue para o Cemitério de S. Martinho e será colocado no Jazigo da Província Portuguesa dos Sacerdotes do Coração de Jesus.

 

O Irmão Amadeu Gomes Teixeira nasceu a 27 de Agosto de 1941, na freguesia do Estreito da Calheta, Diocese do Funchal. Filho de Manuel António Teixeira e de Maria Gomes, foi baptizado a 6 de Setembro de 1941, na Igreja Paroquial do Estreito da Calheta, Diocese do Funchal, onde foi também crismado, a 10 de Maio de 1953.

Ingressou no Colégio Missionário Sagrado Coração, no Funchal, em 1953 onde esteve até 1958.

Com 17 anos partiu para Itália, Albissola, onde iniciou o Postulantado. Em Setembro de 1958 foi recebido Noviço, e a 26 de Setembro de 1959 tornou-se membro da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus, pela Profissão Religiosa.

Regressou a Portugal, vivendo um ano em Aveiro, na Casa do Sagrado Coração. Em 1960 assume a Secretaria dos Benfeitores da Comunidade do Seminário Missionário Padre Dehon, à Boavista. Iniciou, então, o Curso de Piano no Conservatório de Música do Porto, que concluiu oito anos mais tarde. Durante esse período, em Setembro de 1965, em Aveiro, teve lugar a sua Profissão Perpétua.

Em 1968 integrou a Comunidade do Instituto Missionário Sagrado Coração, assumindo a Secretaria dos Benfeitores e as aulas de Piano e Música, como professor.

Depois de breve passagem pelas Comunidade da Igreja do Loreto e de Coimbra, permaneceu na Comunidade do Centro Dehoniano (Porto), de 1980 a 1998, onde serviu na Secretaria dos Grupos Missionários, na Economia, e na Pastoral e Animação Litúrgica naquela que viria a ser Paróquia de Nossa Senhora da Boavista.

Foi instituído no Ministério dos Leitores em Junho de 1977, em Coimbra, e no Ministério dos Acólitos, um ano depois, no Santuário de Fátima.

Em 1998 foi viver para a Casa Episcopal de Angra para fazer Comunidade com o nosso confrade D. António Braga, que havia sido ordenado Bispo para a Diocese de Angra do Heroísmo, Açores. Aí permaneceu até 2004, assumindo funções de Secretário pessoal, prestando também apoio pastoral, sobretudo na liturgia.

Por sua vontade, e para servir melhor como Secretário do Bispo de Angra, pediu para ser Ordenado Diácono, no estado de Permanente. A Ordenação teve lugar na Festa Litúrgica de Santo Estêvão, a 26 de Dezembro do Ano Jubilar de 2000, conferida pelo Bispo do Funchal, D. Teodoro Faria, na Igreja Paroquial do Estreito da Calheta, sua terra natal.

Em 2004 passou a integrar a Comunidade do Centro de Espiritualidade Betânia (Duas Igrejas, Paredes), servindo também as diversas Paróquias confiadas à Província.

Em 2007 foi colocado na Comunidade de Santo António (Vila Real de Santo António, Algarve), onde, durante três anos, trabalhou na pastoral paroquial, apoiando sobretudo os diversos coros litúrgicos. Foi neste período que começaram a aparecer os primeiros sintomas mais preocupantes da doença que viria a consumir os seus dias até ao fim.

Em 2010 integrou a Comunidade do Noviciado, em Aveiro, a fim de poder estar liberto e ser melhor acompanhado na sua doença. Durante as férias em família, em 2012, a situação de saúde agravou-se. Depois de ponderadas as circunstâncias, atendendo ao quadro de saúde demasiado fragilizado, à impossibilidade e incapacidade de qualquer Confrade ou Comunidade prestar o cuidado de qualidade que o Irmão Amadeu merecia, o Superior Provincial e o seu Conselho, optaram por internar o Irmão Amadeu Teixeira num lar de idosos. Vinculado à Comunidade do Colégio Missionário Sagrado Coração, no Funchal, o Irmão Amadeu esteve primeiramente no Lar da Santa Casa da Misericórdia de Machico e mais tarde foi transferido para o Lar da Bela Vista, no Funchal.

Faleceu na noite de 21 de Agosto de 2014, como a chama de uma vela que se extingue…

Aos seus familiares e amigos apresento as condolências, em meu nome e em nome da Província Portuguesa dos Sacerdotes do Coração de Jesus.

Estamos gratos a Deus por este confrade, familiar e amigo que nos concedeu. Apreciamos o seu testemunho de consagração e o modo como viveu a sua doacção total ao Senhor. Possa agora o Irmão Amadeu tocar e entoar as melodias eternas junto de Deus, com os anjos e os santos.

Que descanse em Paz, no Coração de Jesus.

 

Zeferino Policarpo, scj

Superior Provincial

 

[ Homilia da Missa das Exéquias ]