Print Friendly, PDF & Email

Peregrinámos desde Valença do Minho até Santiago de Compostela com muitas motivações e, acima de tudo, com uma atitude de ação de graças. Peregrinar até Santiago de Compostela é encontrar-se com as raízes da nossa fé cristã.

O grupo, composto por 6 pessoas, pelos padres Paulo Coelho e David Mieiro, pelos jovens religiosos Carlos Araújo e Amaro Pestana e pelas leigas Carla Sousa e Júlia Gomes, iniciou o seu itinerário já no dia 22 de abril, indo pernoitar em Valença do Minho. No dia seguinte, bem cedo, iniciou o caminho a pé, terminando a primeira etapa em Redondela. Aí, ainda participámos na eucaristia na Igreja de São Tiago, Apóstolo. As etapas sucederam-se: Pontevedra, Caldas de Reis, Padrón e, por fim, Santiago. O momento da chegada foi comovente. Estávamos felizes e contentes por termos conseguido fazer um caminho num verdadeiro espírito de fé e de amizade. Estávamos gratos a Deus por esta peregrinação. Seguiram-se os momentos do “abraço ao Apóstolo” e da visita e oração junto ao túmulo. No domingo, participámos na eucaristia, às 10h00, na Igreja dedicada a Santa Salomé, pois a Catedral, encontrando-se em obras de restauro, não dispõe, de momento, de culto.

Ao longo do caminho rezámos, partilhámos a nossa história de vida, falámos da vida do nosso Fundador, o Venerável Padre Dehon, da nossa Congregação SCJ, da Província Portuguesa SCJ e do nosso Seminário Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide. Um guião serviu-nos de apoio à oração e leitura.

Esta peregrinação foi uma graça especial que Deus nos concedeu a todos. O grupo está agradecido a Deus por este momento tão belo que nos concedeu viver e a todos os que possibilitaram esta experiência, em especial ao Seminário Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide.

Carlos Araújo, scj

Grupo do Seminário de Alfragide peregrinou até Santiago de Compostela (23-28 abril de 2019)