Print Friendly, PDF & Email

A jornada de hoje foi marcada pela visita do Bispo da Diocese de Speyer, a que pertence este lugar onde está a decorrer a VIII Conferência Geral. D. Karl-Heinz Wiesemann presidiu à eucaristia e almoçou connosco. Na homilia, estando perante uma assembleia pertencente à Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus, aproveitou para falar da espiritualidade do Coração de Jesus. Fê-lo com entusiasmo e rasgo pastoral. Trata-se de uma espiritualidade muito adequada aos tempos difíceis que estamos a viver, pois ajuda a compreender que a força do homem não está no poder económico, mas na riqueza do seu coração que tem de ser um coração semelhante ao de Jesus Cristo. Seguir a espiritualidade do Coração de Jesus significa que a pessoa deve comprometer-se a nível político, económico e social na construção de um mundo melhor. A espiritualidade do Coração de Jesus ajuda-nos a compreender que, independentemente de sermos da Europa, da América, da África, da Ásia, somos acima de tudo irmãos e que sentimos as dores e os sofrimentos uns dos outros. D. Karl-Heinz deixou também um generoso agradecimento pelo trabalho de grande qualidade e profundidade espiritual que os Dehonianos desenvolvem, não apenas na sua diocese, mas em toda a Alemanha.

A jornada de hoje ficou ainda marcado por duas conferências que vieram concluir este ciclo de reflexão previsto para os primeiros dias desta Conferência Geral.

A conferência da manhã esteve a cargo da Dr.ª Judith King, psicóloga e psicoterapeuta da Irlanda. Desenvolveu o tema: “Escola, universidade e novas gerações”. Como ponto de partida da sua exposição tomou a frase do Padre Leão Dehon: “Educar um cristão não é apenas dar-lhe noções de ciências humanas que lhe ajudem a obter um estatuto social. Antes de tudo isso é necessário criar nele um carácter nobre e excelente, costumes puros, virtudes fortes. É formar nele a fé que abre o entendimentopara o mundo invisível, a esperança que fortalece o coração com a perspectiva de uma felicidade merecida e o amor que torna Deus perceptível através das densas nuvens da vida”. Este belo pensamento do nosso Fundador serviu de base para a Dr.ª Judith falar da educação holística que envolve toda a pessoa em todas as suas dimensões. Nos nossos dias a escola tem apenas a preocupação de preparar os jovens para desempenharem uma determinada profissão na sociedade. Não é o modelo correcto de formação. Na perspectiva da Dr.ª Judith, é o modelo holístico da educação integral que deve ser implementado na escolaactual.

De tarde falou-nos o Dr. Francis-Vincent Anthony, professor na Universidade Pontifícia Salesiana. Abordou o tema: “Paróquia e novas gerações”. O Dr. Francis-Vincent constata que a paróquia de hoje permanece uma estrutura rígida e fixa, muitas vezes situada longe das pessoas. O conferencista defende que as paróquias deviam ser estruturas provisórias e menos rígidas, de modo a estarem situadas no meio das pessoas, próximo ondeelas habitam e fazem a sua vida. Por sua vez o evangelizador e o educador dos jovens tem de ser alguém que sabe estar com os últimos (pobres, simples, marginalizados) de modo a abarcar todos, tem de ser uma pessoa simples e desprendida para que se faça hóspede junto dos jovens.
Na educação dos jovens deve-se ter a preocupação de formar bons cristãos e bons cidadãos, ajudando-os a agir com responsabilidade, criatividade, sentido do dever e altruísmo. O educador da fé é aquele que ajuda as pessoas a tornarem-se generativas. O bom educador é aquele que, em vez de apresentar soluções, tem antes a capacidade de criar relações e de activar competências para um agir generativo e responsável.

Para além dos trabalhos da Conferência Geral, estes dias são ainda aproveitados para reuniões e contactos paralelos tendo em vista a organização, o funcionamento e os compromissos das diversas entidades (Províncias, Regiões e Distritos) da Congregação.
A liturgia do dia de hoje esteve a cargo do continenteeuropeu. De salientar que o Pe. Roberto Viana, de Portugal, tem tido mãos para todos os continentes, assegurando com mestria o acompanhamento dos cânticos no órgão de tubos da igreja do Herz Jesu Kloster.

Zeferino Policarpo, scj