O Pe. José Jacinto Ferreira de Farias é o novo Assistente Eclesiástico da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (A.I.S.), nomeado pela Santa Sé. A cerimónia de tomada de posse, decorreu no passado dia 14 de Maio de 2003, pelas 17 horas, na sede da Instituição (Lisboa), em sessão solene presidida por D. Francisco da Mata Mourisca, Bispo de Uije e Presidente da Cáritas Nacional de Angola.
A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre é uma Organização Pública Universal Dependente da Santa Sé (Decreto da Congregação do Clero, Prot. N.º 186652/1 de 14 de Novembro de 1989), em estreita colaboração com as Conferências Episcopais de cada país e com os Bispos Diocesanos. Foi fundada em 1947 pelo R.P. Werenfried van Straaten, – inspirado na mensagem de Fátima -, após a Segunda Guerra Mundial, para ajudar os milhões de refugiados da Alemanha de Leste que fugiam da ocupação comunista.
Desde 1947, a Ajuda à Igreja que Sofre tem-se desenvolvido consideravelmente. Organização essencialmente pastoral, não cessa de ajudar a Igreja, onde quer que ela seja perseguida, refugiada e ameaçada, em mais de 150 países. A Ajuda à Igreja que Sofre apoia, cada ano, à volta de 8.000 projectos em todo o mundo.
Na América Latina, como na África, na Ásia e também na Europa de Leste e do Ocidente, a Igreja enfrenta numerosas dificuldades. Em toda a parte, se encontram cristãos perseguidos que sofrem por causa da sua fé. Os desafios são múltiplos: totalitarismo de esquerda ou de direita, fanatismo religioso, multiplicação de seitas, materialismo, falta de sacerdotes… A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre esforça-se por responder aos apelos numerosos e urgentes que não deixam de lhe chegar.
Como dizia João Paulo II aos delegados da Ajuda à Igreja que Sofre reunidos em Roma: "… nem toda a gente ouve esses cristãos que sofrem em silêncio… Vós actuais, recolheis ofertas, enviais ajudas que levam, aos que esperam, a certeza de que os seus irmãos na fé conhecem as suas necessidades e não os abandonam… Esta caridade concreta e multiforme é um testemunho indispensável em todas as épocas, sobretudo na nossa". Devemos trabalhar pela vinda do Reino de Deus como se tudo dependesse de nós, e devemos orar como se tudo dependesse de Deus.
"O que fizeste a um destes mais pequeninos, foi a Mim que o fizeste." (Mt 25, 40) Onde quer que alguém sofra pela fé é preciso que alguém lhe leve conforto e consolação, ao mesmo tempo espirituais e materiais. É este o trabalho empreendido pelo Padre Werenfried, graças à ajuda de mais de 700.000 benfeitores que dão regularmente apoio à Ajuda à Igreja que Sofre, com as suas ofertas generosas. Todos podem rezar, também, em união com todos os que sofrem pela fé e obter mais informação sobre o sofrimento da Igreja no mundo através do Boletim bimestral da Organização.
O Pe. José Jacinto Ferreira de Farias desempenhará o cargo de Assistente Eclesiástico da Fundação durante os próximos 5 anos. A sua primeira missão consistirá em dar corpo a uma sistematização teológica do pensamento espiritual do Fundador da organização, a par de outras responsabilidades pastorais e científicas.
O Pe. José Jacinto Ferreira de Farias é natural dos Ginetes (Açores) onde nasceu a 6 de Maio de 1950. Fez a profissão Religiosa na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos) a 29 de Setembro de 1970. Foi ordenado sacerdote em Fátima a 4 de Junho de 1978, no âmbito das comemorações do centenário da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus. Actualmente é professor de Teologia na Universidade Católica Portuguesa, a par de outros serviços pastorais que presta à Congregação e à Igreja. É também colaborador assíduo no nosso site, sobretudo na secção PERSPECTIVA. Felicitamos o Pe. Jacinto por esta nomeação e fazemos votos de óptimo trabalho na Fundação Ajuda à Igreja que Sofre.

| Zeferino Policarpo, scj |

Fundação Ajuda à Igreja que Sofre
Rua Prof. Orlando Ribeiro, 5D
1600-796 LISBOA
Tel.: 217 544 000
Fax: 217 544 001
E-mail: fundacao-ais@fundacao-ais.pt
N.I.B.: 0033000000268092869.05