Print Friendly, PDF & Email

A Igreja iniciou o mês de novembro a recordar todos os fiéis a viverem em plenitude a alegria do Evangelho. Muitos ficaram na história, muitos outros só Deus conhece. E há também aqueles que ficaram na memória de cada um de nós como luminosos testemunhos de fé, esperança e caridade.

A meio do mês de novembro, somos convidados a rezar pelos Seminários, a fazer memória destas casas de formação, que são o coração da Província e das Dioceses. A Semana dos Seminários de 2019 (10-17 novembro) tem como lema – “Cristo não pensa apenas naquilo que tu és mas naquilo que poderás chegar a ser” – inspirado na Exortação Apostólica Pós-Sinodal “Christus Vivit” que o Papa Francisco dirigiu, recentemente, aos jovens e a todo o Povo de Deus.

D. António Augusto Azevedo, Presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios, afirma na mensagem para a Semana dos Seminários que: “o Seminário é o espaço necessário para o discernimento e para uma sólida configuração com Cristo dos discípulos que serão enviados em missão como pastores em seu nome. Esse discernimento é favorecido pela vida comunitária própria do seminário que ajuda cada um na descoberta de si mesmo e do outro. Exige ainda espaços de silêncio e oração essenciais para um profundo encontro com Cristo, para o consolidar duma verdadeira espiritualidade sacerdotal e sobretudo para tomar decisões ponderadas e estáveis”. Continua afirmando que “o Seminário é também o tempo indispensável para que o percurso de discernimento seja devidamente acompanhado, pessoal e comunitariamente. Em todo esse processo há perguntas a responder, dúvidas a esclarecer e receios a superar. Por isso é fundamental o papel das equipas formadoras dos seminários, em articulação com a diocese e o seu Bispo, bem como o papel das famílias, das comunidades cristãs, dos grupos e movimentos e até dos amigos”. Por fim, diz-nos que “a Semana dos Seminários é ocasião para refletir na centralidade da questão vocacional e para um renovado compromisso em ordem a uma «cultura vocacional». É também oportunidade para animar os jovens que fazem parte dos vários seminários do nosso país a reconhecer o precioso trabalho das equipas formadoras e de todos os que colaboram na vida dos seminários”.

Esta semana é também uma oportunidade para agradecer a Deus todos os dons recebidos, através dos vários Seminários que a Província Portuguesa dos Sacerdotes do Coração de Jesus tem; agradecer o testemunho e serviço dos seus superiores, formadores, religiosos, professores, colaboradores, familiares, entre outros.

Carlos Araújo, scj