A tarde do dia 13 de Março foi especial no Seminário Missionário Padre Dehon. Por volta das 17 horas, o Seminário encheu-se de gente para assistir à atuação da Orquestra de Cavaquinhos e à Tuna da Universidade Sénior de Rio Tinto, num concerto destinado a comemorar o aniversário do nascimento do padre Leão Dehon.

A capela foi pequena para acolher as mais de 120 pessoas que quiseram estar presentes. Para um número considerável de espectadores, esta era a primeira vez que vinham ao Seminário, a ponto de ficarem deslumbrados com a vista para a cidade do Porto.

Quanto aos músicos e intérpretes, este concerto estava agendado há dois anos, mas o aparecimento do Covid levou ao seu adiamento. De qualquer forma, este acabou por ser o primeiro concerto no pós-Covid, o que constituía desde logo um motivo suplementar de satisfação e contentamento.

Regista-se ainda a participação de algumas autoridades locais ligadas à Câmara Municipal de Gondomar, à Junta de Freguesia de Fânzeres e S. Pedro da Cova, à Junta de Freguesia de S. Cosme, Valbom e Jovim, à Federação das Coletividades de Gondomar, à Associação dos Antigos Alunos do Seminário Missionário Padre Dehon, sem esquecer os responsáveis da Universidade Sénior de Rio Tinto.

O Padre Dehon nasceu em La Capelle (França) a 14 de Março de 1843. Da sua experiência de fé brotou um instituto religioso chamado Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos), que se encontra atualmente espalhado por várias partes do mundo.

José Domingos Ferreira, scj