Print Friendly, PDF & Email

Os dias 16 e 17 de Setembro de 2005 foram de grande alegria no Seminário Nossa Senhora de Fátima. No primeiro foram 9 jovens religiosos que renovaram os seus votos anuais de castidade, pobreza e obediência e no segundo foram dois jovens – Paulo Renato e Ricardo José – que fizeram a Profissão Perpétua.
A semana havia sido integralmente preenchida com o Retiro Anual, que juntou os referidos jovens religiosos, outros membros da comunidade e confrades de diversas comunidades. O retiro foi orientado pelo Pe. Agostinho Leal, OCD.
As celebrações foram ambas presididas pelo Superior Provincial, que recordou a uns e a outros que a consagração religiosa é um caminho que se renova quotidianamente, um processo inacabado, que se vive na fidelidade ao Evangelho e ao Carisma que nos é próprio. Reportando-se à Palavra de Deus e às nossas Constituições, o Pe. Manuel Barbosa lembrou-nos que a nossa consagração requer a nossa entrega total a Deus e aos irmãos, alimentada por uma profunda vida de oração e pela vida fraterna, que nos alimentam e tornam disponíveis para a Missão.
O destaque maior foi, naturalmente, para a Profissão Perpétua. Estavam presentes confrades de várias comunidades, as famílias do Paulo Renato e do Ricardo e muitos amigos, sobretudo jovens, nomeadamente o grupo que participou na recente Jornada Mundial da Juventude, na Alemanha. Foi bonita, a festa! A celebração foi intensamente vivida, com os dois candidatos a assumir a sua consagração ao Senhor para toda a vida. Estendeu-se depois a festa até à noite, num alegre a fraterno convívio que nos juntou à volta da mesa, depois da reunião à volta da mesa do Senhor. Nos “discursos” da praxe, ao partir o bolo, os dois Neo-Perpétuos confiaram-se à nossa oração e à nossa comunhão fraterna para poderem ser fiéis à sua consagração e à Missão que o Senhor lhes confia; são estas, afinal, que dão sentido à nossa vida de consagrados.
Ao terminar as celebrações a vontade geral era a de louvar e agradecer ao Senhor por continuar a conceder-nos tão grandes dons!
Fortificados por estes acontecimentos, é com renovado entusiasmo que arrancamos para mais um ano de actividade.

| José Agostinho, scj |