Print Friendly, PDF & Email

Todos temos, certamente, acompanhado as notícias que têm chegado de Moçambique nos últimos dias. As imagens são impressionantes, os números da catástrofe estão ainda por determinar. E as imagens nem sequer conseguem dar-nos a real dimensão da tragédia, que será bem maior. Creio que ninguém consegue ficar indiferente a tanta dor, tanto sofrimento e tanta destruição. E todos nos sentimos pequeninos, diante da dimensão que atingiu tantos milhares de irmãos nossos. Queríamos ajudar todos e sabemos que tal não é possível. Mas está ao alcance ajudar a minimizar a tragédia.

Temos tentado acompanhar a situação o mais de perto que nos tem sido possível, através do contacto com os nossos Confrades Dehonianos que se encontram em Moçambique. O território mais afetado pela calamidade foi a cidade da Beira e seus arredores. O Arcebispo da Beira, Dom Claudio Dalla Zuana, Dehoniano, apela à nossa partilha com aquele povo que perdeu tudo ou quase tudo e a quem é necessário devolver esperança e proporcionar as condições mínimas que exige a dignidade humana. A Beira vai precisar da nossa solidariedade, não apenas agora, no imediato, mas por muito tempo.

É pouco o que podemos partilhar? A soma de muitos bocadinhos ajuda a formar um bolo maior que podemos distribuir por quem tem tão pouco. Contamos com a generosidade de todos para ajudar quem mais precisa. Confiamos plenamente na capacidade de coordenação dos serviços da Arquidiocese da Beira e no sentido de justiça com que farão a necessária distribuição para salvar vidas, minimizar o sofrimento da população e promover a reconstrução possível do que agora está quase completamente destruído. Há muito a fazer, e nós podemos ser parte da solução!

P. José Agostinho Sousa

 

Conta para recolha de donativos:
IBAN: PT50 0018 2055 0199 0710 02004
BIC/SWIFT: TOTAPTPL
NOME: Província Portuguesa Sacerdotes Coração de Jesus