Print Friendly, PDF & Email

Há dias em que o tempo nos devora e nos deixa com aquele amargo de boca por não termos feito o que queríamos ou por termos realizado apenas aquilo que nos é mais pesado e ingrato. Mas há dias que nos preenchem o coração com alegria, dias em que o tempo abranda a sua marcha inexorável e nos permite viver instantes únicos e plenos.

No passado sábado, dia 05 de Outubro, vivemos um desses dias memoráveis no Seminário Missionário Padre Dehon. Ao final da tarde, tivemos o encontro daqueles rapazes que entraram nesta casa há 50 ou 25 anos. É certo que hoje já não são meninos, mas o regresso a esta casa fê-los certamente voltar a esses tempos e rever algumas caras que os marcaram de uma maneira intensa e inolvidável.

O grupo, ainda que bastante aquém do número sonhado, era bastante significativo, sobretudo se pensarmos que alguns já faleceram e que muitos outros moram longe, no estrangeiro inclusive. De facto, apareceram oito dos mais velhos e treze dos mais novos, bastantes deles acompanhados pelas suas famílias.

Começámos o encontro com a celebração da eucaristia, presidida pelo padre António Loureiro, superior do Seminário e, logo de seguida, tivemos o jantar de comemoração. A assinalar esta efeméride, dignamente organizada pela Associação dos Antigos Alunos do SMPD, foi oferecida a cada festejado uma garrafa de vinho do Porto, precisamente aquele de quem se diz que quanto mais velho, melhor. De facto, o que se espera é que estes possam voltar para celebrar outras datas memoráveis.

Foi sobretudo um momento de grande convívio, de partilha de memórias, de alegria comunicada, de recordações que se foram avivando. Para o Seminário Missionário Padre Dehon, é também um momento de reunir aqueles que outrora viveram nesta casa e que, mais tarde, se dispersaram e seguiram o seu caminho, seguramente marcados pelos valores transmitidos nesta casa.

José Domingos Ferreira, scj