Print Friendly, PDF & Email

Com a chegada do verão aparecem inúmeros eventos e iniciativas de animação. Ritmos, cores, festivais, praias… Surgem, também, muitas acções solidárias e vários projectos de voluntariado que durante o resto do ano são menos fáceis de se desenvolver.

Na semana passada, a Fundação Fé e Cooperação (FEC), que coordena a rede de Voluntariado Missionário, anunciou que «são 1059 os Portugueses que partem em voluntariado missionário em 2019. 368 jovens e adultos realizam projetos em países em desenvolvimento e 623 desenvolvem atividades de voluntariado/missão em Portugal».

Dos 368 voluntários portugueses, enviados para países em desenvolvimento, 80 vão para São Tomé e Príncipe, Moçambique recebe 63, Angola acolhe 55, Guiné-Bissau 53, Cabo Verde 44, Brasil e Portugal recebem 22 cada, a Tanzânia recebe 6, a Zâmbia 5, Espanha e Equador acolhem 4 voluntários cada, África do Sul, Marrocos e Etiópia recebem 2 voluntários cada e Timor-Leste recebe um voluntário.

Em pleno Ano Missionário, a Associação dos Leigos Voluntários Dehonianos (ALVD) envia 33 jovens e adultos proveniente de Lisboa, Porto e Madeira. Os projectos realizam-se em grupos de até 7 elementos cada, com a duração de 1 mês ou 2. Os primeiros grupos já partiram, em finais de junho, e o último grupo termina em Outubro, o Mês Missionário Extraordinário anunciado pelo Papa Francisco. Educação, saúde, pastoral e construção de escolas são as 4 grandes áreas de intervenção. Angola recebe 24 voluntários que vão para a Missão do Luau (13) e para a Missão do Luena (11). Para Moçambique vão 5 voluntárias em Agosto. E para o Equador vão outras 4 voluntárias, no âmbito do projecto MY Mission. Trata-se de um projecto de voluntariado internacional dos Dehonianos da Europa. Envolvendo os vários países europeus, serão cerca de 100 os voluntários dehonianos que este ano participam nos projectos missionário na Albânia, Angola, Equador, Moçambique e Paraguai.

Por estes dias também o Bispo do Algarve, D. Manuel Quintas e o P. Isildo Silva decidiram festejar os seus 50 anos de Profissão Religiosa visitando a Missão Dehoniana em Angola.

Esta realidade é sinal claro que a Igreja é cada vez mais universal e carismática. Assumimos a expressão do Papa Francisco quando diz que ‘Estamos na Terra para ser Missão’.

A Igreja é dinamismo!
E Verão rima com Missão, outra vez!

P. David Mieiro, scj

 

Voluntariado Missionário 2019

Flickr Album Gallery Powered By: WP Frank