Encontro-me em Angola desde a passada segunda-feira, dia 9, numa viagem há muito prevista, a convite do Superior Distrital e seu Conselho, um convite que se estendia igualmente ao nosso Superior Provincial, que não pôde vir devido aos compromissos inerentes à sua missão.

O convite era simultaneamente pessoal e institucional, porque inicialmente as ações que agora decorrem estavam previstas por ocasião da Solenidade do Coração de Jesus. Entretanto, já todos sabemos as vicissitudes que a pandemia tem causado e o quanto tem obrigado a alterar programas. Alterou-se para esta data: Retiro e Assembleia para todos os membros do Distrito e celebração da ordenação presbiteral do Felisberto Juliana Dumbo, o segundo padre a ser ordenado no Distrito, depois do P. João Bartolomeu.

Já orientei o Retiro, que começou aqui em Viana, na terça-feira, dia 10. Na quarta-feira, manhã cedo, mudámo-nos de armas e bagagens para o Santuário de Nossa Senhora da Muxima, ou Mamã Muxima, e por ali ficámos até ao almoço de sexta-feira, dia 13. Foi ali que celebrámos o 96º aniversário da morte do Padre Dehon, numa Missa presidida pelo P. Carlos Luis Suárez, nosso Superior Geral, que se encontra de visita ao Distrito, juntamente com o P. Charles Koudjou, Conselheiro para a África.

Ontem, dia 14, Memória litúrgica de São Maximiliano Maria Kolbe, tivemos a solene celebração da ordenação presbiteral do Felisberto, agora P. Felisberto, presidida por D. Emílio Sumbelelo, Bispo de Viana. A celebração decorreu ao ar livre, nas instalações da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário, tal como a Missa Nova, a que o P. Felisberto presidiu nesta manhã de Domingo, Solenidade da Assunção da Virgem Santa Maria. Foram celebrações muito belas, muito intensas, muito emotivas, com muita cor, música, dança, com muita alegria, muita e boa organização, a congregar multidões. Foram dois momentos sublimes, de graça e bênção para o Distrito, para a Congregação e para todo o povo de Deus que ali se reuniu. Não faltaram os respetivos almoços festivos, ontem nas dependências da nossa casa, ao ar livre, hoje no quintal das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, ali paredes-meias com a Paróquia. Claro que não dava para reunir todas aquelas multidões, juntaram-se os mais chegados ao neossacerdote.

Amanhã começa a VII Assembleia do Distrito SCJ de Angola, que decorrerá até quarta-feira à noite e na qual participarei como convidado. Dela vos darei conta nos próximos dias, espero.

Saudações do Superior Geral e seu Conselheiro e de todos os Confrades do Distrito de Angola. Estamos todos bem, tirando uma mazela ou outra, própria da idade, do clima… Por falar em clima, está bastante ameno. Estamos na época do cacimbo – parece que terminou hoje – que se caracteriza por temperaturas amenas e tempo seco. À noite fica mais fresco, o que até é bom para descansar melhor. Mas se viesse uma chuva levezinha para assentar a muita poeira…

P. José Agostinho Sousa, scj