Apresentamos aqui uma breve imagem do que foi a nossa experiência missionária em Metangula, vila remota nas margens do Niassa, na Diocese de Lichinga (Moçambique), onde é Bispo D. Élio Greselin, Dehoniano.

Seis pessoas tomaram parte nesta acção de voluntariado: Joana Tarracha, Inês Sousa, Inês Monteiro, Maria de Jesus, e os religiosos dehonianos Albino Eduardo, Jorge André. Partimos de Lisboa a 26 de Julho, mas a chegada desejada a Metangula aconteceu já na noite de 31 de Julho. Entretanto foram tempos de visita breve em Maputo, Seminário da Matola, às várias Escolinhas – jardins de infância – e à Universidade Católica em Lichinga, participando sempre que possível nas celebrações das comunidades locais.

Já em Metangula, o primeiro dia foi de organização no terreno das nossas tarefas e alguns contactos com os responsáveis locais. De imediato começaram os trabalhos: aulas de informática, no ESAM (escola secundária católica) e na Paróquia, Formação para a Pessoa Cristã, também na Paróquia, que nos ocupava o tempo da semana. O fim-de-semana foi marcado pela participação nas celebrações de uma comunidade e encontro com Animadores, Catequistas e Mamãs.

Houve ainda tempo, para breve visita a Cóbue, missão que dista 120 árduos quilómetros de Metangula.

Ao terminar esta experiência missionária, guardamos com saudade os tempos de trabalho, de encontro, de partilha e de convívio com uma comunidade cristã pequena no tamanho, mas degrande espírito.

A toda esta comunidade que nos acolheu e se despediu com tamanha festa, vai o nosso agradecimento e a firme vontade de continuar a bela ligação que estabelecemos juntos.

Não esquecemos aqueles que tornaram este desafio possível, a ALVD (Associação dos Leigos Voluntários Dehonianos), a comunidade de Carnaxide e a Diocese de Lichinga! O nosso muito Obrigado!

Albino Eduardo, scj