Entre os dias 7 e 9 de Fevereiro de 2022, no Seminário Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide, teve lugar a XXIII Assembleia de Párocos Dehonianos. O programa inspirou-se no lema: «Caminhamos juntos: comunhão, participação e missão – Escutar para acolher o Espírito… acolhê-Lo para viver e unir».

Além dos tempos de convívio e partilha, expressão da fraternidade sempre e cada vez mais desejada, sobretudo em tempos de pandemia, a Assembleia contou com a presença de: D. Américo Aguiar, Bispo Auxiliar de Lisboa, num tempo de diálogo sobre o caminho sinodal e de preparação das JMJ 2023, presidindo, de seguida à eucaristia; e com António Marujo, desafiando-nos a uma reflexão sobre a escuta e o discernimento da presença do Espírito Santo no mundo, e a expressão do “sentido da fé dos fiéis” na organização da igreja.

Houve ainda oportunidade de auscultar 2 painéis: um sobre histórias de pessoas em contextos periféricos na pastoral paroquial – pessoas com deficiência e casais em segunda união –, e outro sobre a necessidade, cada vez mais urgente, de cooperação entre pastoral paroquial e pastoral de acompanhamento vocacional, nas cerca de 30 paróquias espalhadas pelo litoral de Portugal Continental, ilha da Madeira e ilha de São Miguel, nos Açores.

A XXIII Assembleia de Párocos Dehonianos terminou com um tempo de partilha sobre a vida da Província, a cargo do Superior Provincial, que, presidindo de seguida à eucaristia de encerramento, deixou palavras de gratidão e encorajamento aos Confrades que, dia após dia, vivem a oblação Dehoniana no trabalho discreto e persistente com frutos concretos na vida das pessoas e das comunidades.

No decurso da Assembleia, na tarde do dia 8 de Fevereiro, teve lugar a eucaristia exequial do P. João Freitas Nóbrega, na Igreja paroquial de Carnaxide, presidida por D. José Ornelas Carvalho, confrade e Bispo eleito de Leiria-Fátima. Na celebração, expressaram-se palavras de gratidão pelo dom do P. João na vida da igreja em Portugal, nos 45 anos dedicados ao cuidado pastoral em paróquias, no Porto, em Aveiro e em Lisboa.

P. António Pedro Monteiro, scj
Secretário Provincial