CANTO DE EXPOSIÇÃO DO SANTÍSSIMO

INTRODUÇÃO

Os apóstolos, guiados pela caridade de Cristo, qualificam-se pela coragem, a franqueza, a autenticidade no dar-se sem reservas. Às exigências arrogantes de alguns expoentes da comunidade de Corinto, S. Paulo contrapõe a condição dos Apóstolos, crucificados e perseguidos num mundo que raciocina com outras lógicas e persegue outros interesses.
A Igreja ainda hoje anuncia “a loucura da cruz” num mundo aparentemente distante de Deus e fechado na própria auto-suficiência.

Escutai a Palavra de Deus, da Primeira Carta do Apóstolo São Paulo aos Coríntios (1Cor 4,1-13)

Considerem-nos servidores de Cristo e administradores dos mistérios de Deus. Ora, o que se requer dos administradores é que sejam fiéis. Quanto a mim, pouco me importa ser julgado por vós ou por um tribunal humano. Nem eu me julgo a mim mesmo. De nada me acusa a consciência, mas nem por isso me dou por justificado; quem me julga é o Senhor. Por conseguinte, não julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor. Ele é quem há-de iluminar o que se esconde nas trevas e desvendar os desígnios dos corações. E então cada um receberá de Deus o louvor que merece. Se apliquei tudo isto a mim e a Apolo, irmãos, foi por vossa causa, para que aprendais de nós mesmos a «não ir além do que está escrito», e para que ninguém se vanglorie, tomando o partido de um contra o outro. Pois, quem te faz superior aos outros? Que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, porque te glorias, como se não o tivesses recebido? Já estais saciados! Já sois ricos! Sem nós, já vos tornastes reis! Oxalá o tivésseis conseguido, para que também nós pudéssemos reinar convosco. De facto, parece-me que Deus nos pôs a nós, os apóstolos, no último lugar, como se fôssemos condenados à morte, porque nos tornámos espectáculo para o mundo, para os anjos e para os homens. Nós somos loucos por causa de Cristo, e vós, sábios em Cristo! Nós somos fracos, e vós, fortes! Vós, honrados, e nós, desprezados! Até este momento, sofremos fome, sede e nudez, somos esbofeteados, andamos errantes, e cansamo-nos a trabalhar com as nossas próprias mãos. Amaldiçoados, abençoamos; perseguidos, aguentamos; caluniados, consolamos! Tornámo-nos, até ao presente, como o lixo do mundo e a escória do universo.

Silêncio para reflexão pessoal e para adoração

 

PRECES

Pai Santo, nós Te pedimos por todos aqueles que pensam que só a tua inexistência permite, ao homem contemporâneo, gozar a vida. Faz com que cada cristão, purificado pelo sangue do Cordeiro que tira o pecado do mundo, se torne teu sinal visível, Senhor vivo e verdadeiro.
Refrão: Kyrie, Kyrie eleison.
 Pai Santo, rezamos pelos nossos jovens. A experiência do encontro contigo suscite neles o desejo de Te procurar como Aquele que unifica todo o ser e cumpre plenamente a esperança de vida e de alegria.
 Pai Santo, nós Te pedimos por todos os que crêem em Cristo. Sob a acção do Espírito Santo vivam, com generosidade de coração, a própria vocação baptismal, procurando sempre aquilo que une e não o que divide, e fazendo experiência da comunhão que vem de Ti.
 Pai Santo, nós Te pedimos pela paz no mundo. Seja abolido o confronto entre culturas e seja favorecido, pelas instituições políticas e religiosas, um diálogo aberto e respeitador, entre os povos, raças, culturas, línguas e fé diferentes.
 Pai Santo, nós Te pedimos por aqueles que não têm respeito pelo dom da vida. Que a dignidade de cada homem seja respeitada e o seu direito à existência seja defendido para além da idade, das condições de saúde ou dos erros cometidos.
 Outras intenções espontâneas…

O Pai de misericórdia e de perdão,
que, em Jesus Cristo, manso e humilde de coração,
nos deste um rei de justiça e de paz, um modelo de pobreza e de paciência,
um doce pastor para as nossas almas, olha com benevolência
para aqueles que não queres deixar em poder do pecado e da morte.
Tu, que não abandonas os errantes,
reúne de todas as partes os teus filhos dispersos na unidade da tua Igreja.
O teu rebanho, Senhor, não fique disperso,
o inimigo não se alegre com a destruição da tua família, a morte não leve a melhor
sobre aqueles que renasceram para uma vida nova na Páscoa do teu Filho, Jesus Cristo.
Que a tua mão cure as suas feridas, os conforte e os salve;
que a tua Palavra os console, os instrua e os encoraje;
o teu Espírito os santifique interiormente e os guie, na esperança, à festa do teu Reino.
Senhor, nosso Deus, que conheces os segredos dos corações
e vês a nossa vontade de servir com maior empenho a Ti e aos nossos irmãos,
escuta a nossa oração, por Cristo nosso Senhor.
Amen.
 

CÂNONE DE TAIZÉ

Ubi caritas et amor; ubi caritas, Deus ibi est.