Print Friendly, PDF & Email

15maio200321h32

O processo de beatificação (grau anterior à canonização) do Pe. João Leão Dehon, fundador da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (dehonianos), teve hoje um impulso muito significativo. Esta manhã na Congregação para a Causa dos Santos, presidida pelo Cardeal Saraiva Martins, realizou-se a reunião da Comissão Médica. Esta Comissão analisou detalhadamente o milagre apresentado pelo promotor da Causa de Beatificação do Pe. Dehon, o Pe. Evaristo Alegria, dehoniano. O milagre atribuído ao Pe. Dehon, ocorreu no Brasil no final dos anos 50. Uma comissão de peritos havia estudado anteriormente as circunstâncias do milagre. Hoje a Comissão Médica da Congregação para a Causa dos Santos declarou que o facto não tem explicações naturais, reconhecendo implicitamente a intervenção divina (milagre) mediante a intercessão do Pe. Dehon. Esta decisão significa que o processo para a beatificação do Pe. Dehon irá dar os passos seguintes, aguardando-se também uma resposta favorável à beatificação. Proximamente o processo será analisado por uma Comissão de Teólogos e, em caso afirmativo, passará a uma Comissão de Bispos e Cardeais. Esse será, se Deus quiser, o último passo antes de apresentar o processo ao Santo Padre para que assine o Decreto de Beatificação. Recorde-se que, anteriormente, a Santa Sé havia já reconhecido as "virtudes heróicas" do Pe. Dehon e o declarara "venerável". Se as coisas decorrerem como se espera, o Pe. Dehon será, depois do Pe. Juan Maria de la Cruz (mártir espanhol), o segundo Beato da Congregação.

| Zeferino Policarpo, scj |