Print Friendly, PDF & Email

“Glória a Jesus e ao seu Sagrado Coração,
glória e amor ao esposo da minha alma!

Abraço o vosso Coração, ó Jesus,
como o abraçou S. João no Cenáculo.

Querido Jesus,
abraço-vos ternamente
com Maria e José
em Belém, no Egipto e em Nazaré.

Jesus misericordioso,
abraço os vossos pés com Madalena,
em casa de Simão
e no Calvário.

Jesus-Hóstia,
uno-me a todos os que no mundo comungam.
Partilho o amor daqueles que são bons,
e desejo reparar por aqueles que são tíbios
ou são maus.

Ofereço-vos estes louvores
e estes actos de amor diariamente,
muitas vezes,
de dia e de noite.

É a minha vida!
Como esposa amante,
quero pensar sempre em Vós;
a união convosco é a minha única alegria.
Desejo ardentemente o momento de viver convosco,
perto de vós,
na vossa intimidade,
na luz dos céus…”

Leão Dehon

(in Diário (NQT), XLV 52, Junho de 1925)