Print Friendly, PDF & Email

"As palavras que eu te digo, gravai-as no vosso coração e na vossa alma…" Falou Deus a Moisés.
Os preceitos de Deus, os mandamentos da Lei do Senhor não são imposições ou obrigações mas simplesmente algo que deve brotar do coração. Será como uma espécie de etiquete ou ficha de fabrico. Tal como um casaco tem anexada uma ficha técnica – Esta peça tem tanto por cento de algodão, outro tanto de nylon, deve ser lavado em água fria, não pode ser passado a ferro etc. Assim no nosso coração há também uma marca indelével do nosso Criador – Esta pessoa foi criada para amar a Deus sobre todas as coisas, foi feito para não matar, para respeitar os outros, para não invocar o santo nome de Deus em vão etc. Então deve ser fácil amar porque para isso fomos criados; será mais fácil respeitar a vida porque está inscrita no nosso coração…
É por isso que qualquer expressão de amor a Deus deve ser sincera, isto é, deve brotar do seu coração: "Nem todo aquele que Me diz Senhor, Senhor, entrará no reino dos Céus".
É por isso também que podem surgir tempestades que não o deitarão abaixo porque a sua confiança tem raízes no coração.
A relação com Deus e o fazer o bem surgem do fundo de nós mesmos, onde Deus gravou a sua marca.

Pe. José David Quintal Vieira, scj
davidvieira@netmadeira.com