Print Friendly, PDF & Email

Domingo
Cristo santifica o jejum quaresmal

Presidente – Irmãos: sacrifício agradável ao Senhor
é um espírito arrependido.
Ofereçamos ao Senhor a nossa disposição
para vivermos frutuosamente este tempo da Quaresma.

Todos – Pai santo,
nós te damos graças
por Cristo, nosso Senhor.
Jejuando durante quarenta dias,
Ele santificou a observância quaresmal;
triunfando das insídias do Demónio,
ensinou-nos a vencer as tentações do pecado,
para que, celebrando dignamente o mistério pascal,
passemos um dia à Páscoa eterna.
Nós te oferecemos o nosso espírito arrependido
e a nossa observância quaresmal.
Concede-nos a graça
de melhor compreendermos o mistério de Cristo
e de que a nossa vida
seja um digno testemunho.
Amen.

Segunda-feira
Cristo faz-nos Eucaristia

Presidente – Irmãos: a palavra do Senhor
diz-nos que tudo o que fizermos ao mais pequenino
dos seus irmãos o fazemos a Ele (cf. 25, 40).
Apresentemos ao Senhor a oblação da caridade fraterna.

Todos – Pai santo,
pela penitência quaresmal,
ensinas-nos a manifestar-Te a nossa gratidão,
a dominar os excessos da nossa inclinação para o mal
e a dar alimento aos que têm fome,
imitando a tua divina bondade.
Nós nos oferecemos a ti,
com o teu Filho Jesus,
para nos tornarmos eucaristia,
pão bom para os nossos irmãos,
especialmente para os pequenos e para os que sofrem.
Concede-nos compreender
o amor que o teu Filho tem por nós,
dando-nos a graça de amar como Ele
em obras e em verdade.
Amen.

Terça-feira
A oferenda de um coração contrito

Presidente – Irmãos, renovemos a nossa vida,
reparemos o mal que fizemos
para que não nos surpreenda o dia da morte
e nos falte o tempo para nos convertermos
(Liturgia, 4ª feira de Cinzas).

Todos – Pai de misericórdia,
recebe em sacrifício o nosso coração contrito.
Faz que, pela penitência e pela caridade,
nos afastemos do caminho do mal
e sejamos livres do pecado,
a fim de que nos prepararmos
para celebrar fervorosamente a Paixão de Cristo, teu Filho.
Nós te oferecemos também
a nossa disponibilidade e o nosso zelo
para colaborarmos no regresso
dos teus filhos pródigos.
Amen.

Quarta-feira
Cristo identificado com o pecado

Presidente – Irmãos: é agora o tempo favorável,
é agora o dia da salvação.
Arrependamo-nos porque se aproxima o Reino dos Céus
(cf. 2 Cor 5, 20-6,2).

Todos – Pai de misericórdia,
que identificaste o teu Filho inocente
com o pecado, por amor de nós,
aceita a nossa disponibilidade
para nos deixarmos reconciliar contigo.
Justificados aos teus olhos,
queremos exortar os irmãos
a acolher a tua graça
e colaborar contigo
na obra da reconciliação
dos homens e do mundo em Cristo.
Amen.

Quinta-feira
Cristo nossa vida

Presidente – Irmãos: "não estamos sob o domínio da carne,
mas do Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em nós.
E se o Espírito d´Aquele que ressuscitou Jesus de entre os mortos
habita em nós, também dará vida aos vossos corpos mortais"
(cf Rom 8, 8-11).

Todos – Pai santo,
nós te louvamos e bendizemos
por Cristo nosso Senhor.
Como verdadeiro homem,
Ele chorou pelo seu amigo Lázaro;
como Deus eterno,
ressuscitou-o do túmulo;
compadecido da humanidade,
fez-nos passar da morte à vida ,
mediante os sacramentos pascais.
Enche-nos, Pai misericordioso, do teu Espírito
para sermos em Cristo um só corpo e um só espírito.
O mesmo Espírito faça de nós
uma oferenda permanente
que, unida à de Cristo,
traga ao mundo
a salvação e a paz.
Amen.

Sexta-feira
Cristo sacia a nossa sede

Presidente – Irmãos: "o amor de Deus
foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo
que nos foi dado" (Rom 5, 1-2).
Animados por esse amor, renovemos,
também hoje, a nossa oblação ao Pai.

Todos – Pai santo,
nós te damos graças
por Cristo nosso Senhor.
Quando Ele pediu à samaritana água para beber,
já lhe tinha concedido o dom da fé
e da sua fé teve uma sede tão viva
que acendeu nela
o fogo do amor divino.
Infunde também em nós
a água viva do teu Espírito Santo
que anime a oblação
da nossa fé, da nossa esperança e da nossa caridade.
Amen.

Sábado
Com Maria contemplamos o Crucificado

Presidente – Irmãos, Cristo sofreu por nós,
deixando-nos o exemplo para que sigamos os Seus passos.
Ele suportou os nossos pecados no seu corpo
sobre o madeiro da cruz: pelas suas chagas fomos curados,
para que não vivamos mais para o pecado, mas para a justiça
(Cf. 1 Ped 2, 21-24).

Todos – Senhor Jesus Cristo,
que morres na cruz para nossa salvação,
contemplamos com um olhar de piedade a tua agonia,
em união com Maria, Mãe das Dores, e com os santos.
Tu revelas-nos o Pai rico de misericórdia
que não hesitou em entregar-Te nas nossas mãos.
Homem das dores, irmão abandonado por todos,
carregaste sobre Ti a iniquidade do mundo
e tornaste-Te para todos advogado defensor,
reparando o nosso pecado pelo teu amor.
Torna-nos participantes da tua doação,
capazes de nos compadecermos
pelo homem caído e humilhado pelo mal.
Acolhe no Teu Coração a humanidade ferida
e renova-a pelo Teu Espírito.
Amen.

 

Fernando Fonseca, scj