Paulo Jorge Coelho, scj

ALFRAGIDE – ENCONTROS VOCACIONAIS

O Seminário Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide, tem proporcionado, nestes últimos anos, encontros vocacionais para adolescentes e jovens rapazes, oferecendo-lhes a possibilidade de se interrogarem acerca de uma consagração especial na vida religiosa e no sacerdócio.

Esta prática pastoral pertenceu sempre ao projeto inicial do Seminário. Ao longo dos anos, foram muitos os que aqui realizaram um caminho de discernimento vocacional. Alguns prosseguiram até à vida consagrada e sacerdotal nos Dehonianos. Nesta tradição inserem-se atualmente os encontros vocacionais propostos pelo Seminário, certos de que o Senhor da Messe não deixará a sua Igreja privada de pastores e missionários.

Esta convicção de fé leva a que se mantenha no Seminário a oração diária pelas vocações e a promoção vocacional nas paróquias, especialmente onde os religiosos Dehonianos servem. Quando possível e de acordo com o pároco, organiza-se uma visita às comunidades cristãs. Nas assembleias litúrgicas, nas catequeses e nos grupos de jovens, fala-se, à luz da Palavra de Deus, das diversas formas de vocação na Igreja. Há sempre a possibilidade para alguns testemunhos de religiosos e leigos. No fim, anunciam-se os encontros vocacionais que se realizam no Seminário.

Sabemos que toda a vocação é um dom precioso da Sua livre iniciativa e um convite a fazer parte de uma história de amor, mas é necessário que a vocação seja orientada a extrair o melhor de si para glória de Deus, para o bem dos outros.

Esta tarefa implica um diálogo de acompanhamento. Ao longo do ano pastoral realiza-se, mensalmente, um encontro de um dia no Seminário de Alfragide. No Natal, Páscoa e Verão os encontros têm a duração de três dias. Cada encontro consta de momentos de oração, de celebração, de reflexão, de convívio, de colóquio pessoal. Oferece–se a oportunidade de conhecer melhor o que é o Seminário, quem são os reli-giosos Dehonianos, qual é o carisma que os anima, quem é o seu fundador, qual a missão que realizam na Igreja. Nestes dois últimos anos, a pandemia impediu a realização da maior parte dos encontros presenciais, que agora retomamos progressivamente.

Os nossos benfeitores muito contribuem para esta missão que, para além de ajudarem com os seus recursos, rezam pelas vocações e pela sua perseverança. A oração lembra que toda a vocação é sempre um dom de Deus para o serviço da Igreja e para maior glória de Deus. Que Jesus conceda muitas e santas vocações à sua Igreja e que guarde e abençoe os nossos benfeitores.

—————

Testemunho

Nos diversos encontros vocacionais em que participei sempre me senti acolhido por toda a comunidade do Seminário de Alfragide.

Nestes encontros conhecemos e entendemos melhor as diversas leituras que estão presentes na Bíblia. Considero que os momentos de reflexão são importantes para pensar nas ações do meu dia a dia e tentar melhorar as minhas fragilidades, tendo em mente a forma como Jesus viveu.

Os momentos de convívio, que estão sempre presentes nos encontros, são impactantes na aprendizagem e relação com o próximo. Os encontros vocacionais são essenciais para entendermos um pouco melhor qual é a missão que Deus guarda para nós.

Rodrigo Gomes
Póvoa de Santa Iria

———————-

NOVO SACERDOTE DEHONIANO

No próximo dia 30 de julho, na Sé do Funchal, o religioso Dehoniano António Jesus da Silva será ordenado sacerdote. O António tem 29 anos e é natural da Serra d’Água, Madeira.

Em 2006 entrou no Colégio Missionário Sagrado Coração (Funchal) e fez o habitual percurso formativo nos diversos seminários Dehonianos. Fez a Profissão Religiosa em 2014 e os Votos Perpétuos em 2021, depois do estágio de dois anos realizado na comunidade Dehoniana de Cosenza (Itália). Foi ordenado diácono no passado dia 27 de dezembro.

É com imensa gratidão para com os nossos amigos e benfeitores que de diversas formas o ajudaram a percorrer este caminho vocacional que o Diácono António partilha este seu testemunho.

 

SE OUVIRES A VOZ DE DEUS…

Jesus, passando junto ao mar da Galileia, chamou uns homens que eram pescadores…
Eles deixaram tudo
e seguiram-n’O.
Ao longo da história foram tantos que responderam com generosidade
ao chamamento…
Há uns anos atrás,
Jesus também chamou
o António que em breve será ordenado sacerdote.
Ainda hoje Jesus continua a chamar jovens para o serviço do Reino…

Se hoje ouvires a voz
do Senhor não Lhe
feches o teu coração.

Precisas de alguém
que te ajude a discernir
e a responder?

 

Contacta:

Pe. Paulo Jorge Coelho
Telefone: 910 076 162
E-mail: paulojorge@dehonianos.org