O Jubileu extraordinário da Misericórdia teve o seu início oficial a 8 de Dezembro, dia da solenidade da Imaculada Conceição, com a abertura da Porta Santa da Basílica de São Pedro.

No dia 13 de Dezembro, terceiro Domingo do Advento, correspondendo ao dinamismo proposto pelo Papa de que este gesto simbólico fosse alargado às Igrejas particulares, foram sendo abertas várias Portas Santas nas dioceses, permitindo aos cristãos uma participação mais próxima e concreta na dinâmica deste Ano Santo.

Na diocese de Angra (Açores), uma das Igrejas Jubilares foi a de Nossa Senhora da Misericórdia, situada na Paróquia do Cabouco, confiada aos dehonianos. Numa das portas, devidamente preparada para a celebração, decorado, para o efeito, com imagens alusivas às parábolas cujo o tema central é o da misericórdia, o pároco, Pe. Pedro Coutinho, deu início à cerimónia com o rito da abertura da Porta Santa da Misericórdia.

Após a Eucaristia, houve um momento de convívio à volta de um lanche oferecido pela comunidade paroquial a todos aqueles que se quiseram congregar nesta celebração do início do Ano Santo. Seguidamente, houve um tempo de oração subordinado ao tema das Obras de Misericórdia, preparado pela Equipa da Juventude do arciprestado local (Lagoa) e tendo a participação dos diferentes grupos de jovens das várias paróquias que compõem aquele arciprestado.

Que este tempo extraordinário que vivemos seja uma oportunidade para abraçarmos uma caminhada de renovação em chave de misericórdia, contemplando e experimentando a misericórdia infinita de Deus, revelada na pessoa de Jesus Cristo. Um bom Ano Santo para todos.