O Governo Provincial esteve reunido – na sua habitual reunião mensal – na Madeira, de 7 a 9 de Março de 2022.


A reunião, que teve lugar no Colégio Missionário do Sagrado Coração, no Funchal, revestiu-se de particular importância, por marcar um novo tempo pós-pandemia. A última reunião do Governo, na Madeira, havia sido há precisamente 3 anos, em Março de 2019. Antes da importância dos trabalhos de discernimento e decisão, foi muito importante o encontro de irmãos tão desejado. Os momentos de oração, de partilha de vida, de convívio foram particularmente significativos pela especial oportunidade de estarmos com os confrades com situações de saúde mais debilitadas. A Comunidade do Colégio Missionário foi inexcedível no acolhimento fraterno, ao longo dos 3 dias, bem como as Comunidades do Colégio Infante D. Henrique e da Ribeira Brava. Assinalámos com alegria a partida para Madagáscar do P. José Alcindo Sousa, na sua nova missão de colaboração directa com o nosso confrade D. José Alfredo Caires, Bispo de Mananjary.

Dos trabalhos do Conselho Provincial, destaca-se a primeira visita oficial de Sua Excelência o Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, Dr. José Manuel Rodrigues, ao Colégio Missionário. Foi verdadeiramente um encontro cordial. Notória a sua disponibilidade para escutar e para colaborar, no âmbito das suas competências, com todas as vontades e projectos que venham a ganhar forma e que serão sempre expressão da missão dos Dehonianos no cuidado pastoral das pessoas da Madeira. Na visita detalhada a todo o espaço, confirma-se a certeza de que a missão da Comunidade de acolhimento, acompanhamento e formação de seminaristas, candidatos a Dehonianos, mesmo continuando a ser uma prioridade, já não exige tantos e tão amplos espaços. Criada no início do ano pastoral 2021-2022, a Comissão Provincial para o Projecto “Colégio Missionário” tem a seu encargo o trabalho de ajudar o Governo Provincial a desenhar uma estratégia de reorganização do espaço, pensando: no acolhimento da Comunidade capaz de dar respostas de cuidado aos confrades mais dependentes; na integração da valência de pré-seminário e seminário, hoje entendida como Casa de Acompanhamento Vocacional; no apoio à pastoral juvenil e ao voluntariado missionário; entre outras valências pastorais; libertando grande parte do edifício existente, bem como das áreas envolventes, para outros projectos em possíveis parcerias. Considerando o carisma dehoniano que, mais do que uma sensibilidade social, é, estruturalmente, implicado com soluções para problemas sociais, qualquer projecto que venha a ser acrescentado a todas as valências já existentes no Colégio Missionário, será um projecto de solidariedade, promoção e cuidado social.

Voltamos aos trabalhos diários com a convicção de mais passos dados em conjunto, em permanente sínodo.

P. António Pedro Monteiro,
Secretário Provincial