Print Friendly, PDF & Email

O desfile dos ilustres…  (18/12/2002)
O dia 16 de Dezembro foi muito movimentado aqui na Cúria Provincial LU Festejámos D. Luísa, nossa devotada empregada há 18 anos e que hoje entrou nos 65 anos, entrando assim no tempo da Aposentação. Um presente significativo que ela recebeu, e que muita alegria provocou, foi um cão de peluche, fofinho e branquinho. Ficamos assim a ter em casa dois cães um branco e um preto para entreter o pessoal. Participaram no almoço D. Alfredo Caires de passagem para a Madeira em visita à família e D. Manuel Quintas que regressava ao Algarve, depois de ter estado em Viseu onde participou na Ordenação Episcopal de D. Felício, nomeado para Bispo Auxiliar de
Lisboa. Não faltou alegria e movimento.
Outra visita foi a do Pe. Fernando Fonseca, mestre de Noviços (em standby) que vai pregar um retiro aos confrades da comunidade de Ponta Delgada. Veio acompanhado pelo Pe. Sérgio Filippi que ficará uns dias no Loreto.
Passou por aqui também o reitor do Seminário S. Pio X, em Maputo, o Pe. António Wuawaya, pessoa conhecida por quem já visitou Moçambique. Vai um abraço para ti e para os confrades, com votos sinceros de Boas e Santas Festas.


Deus de Palmo e Meio… Outra vez!  (12/12/2002)
Outra Vez Deus de Palmo e Meio é a nova obra do Pe. David Quintal Vieira que acaba de dar à estampa. No seguimento do seu outro livro: Deus de Palmo e Meio, este apresenta pequenas histórias, simples e profundas, vividas com crianças e adolescentes, pois é delas que sai o louvor perfeito (cf. Mt. 21,16). "Nas vidas que povoam essas histórias há pensamentos profundos, na complexidade das palavras simples…", escreve Luís Paixão no Prefácio da obra. "E Deus, esse Deus tão bom, de palmo e meio, deixou-se ficar de esperança, na eterna bondade de um sonho, como bola colorida entre as mãos de uma criança".
O Pe. David, dehoniano, nasceu no Caniço, ilha da Madeira, a 2 de Setembro de 1957. Licenciou-se em Teologia pela Universidade Católica Portuguesa (Lisboa). Foi ordenado sacerdote em 1984. Possui uma vasta experiência de trabalho com crianças, adolescentes e jovens. Durante 9 anos foi Director do Colégio Infante D. Henrique no Funchal. Depois foi Superior, durante 4 anos, do Colégio Missionário. Actualmente é Director da Escola APEL, também no Funchal e é Vice-Superior Provincial. É um assíduo colaborador neste nosso site, pois é ele que semana a semana prepara os textos para MEDITANDO.
Publicou os seguintes livros: O Pai nosso de cada dia (1990), Deus de palmo e meio (1995), O Natal da bicharada (1997).
Se estiveres interessado nestas obras podes contactar o autor por email:
davidvieira@netmadeira.com


50 Anos – Instituto Missionário (11/12/2002)

Visita ao site do Instituto Missionário 
O dia 8 de Dezembro de 2002 surgiu soalheiro. A festa dos 50 anos do Instituto Missionário foi abrilhantada com a presença do astro rei que emprestou às pessoas e aos ambientes um brilho ímpar. A Imaculada Conceição começou assim a ser celebrada com a alegria estampada nos rostos de todos quantos durante semanas foram trabalhando noite e dia para que este fosse um grande dia.
Na véspera a comunidade, superiores e alunos, acompanhados de alguns leigos que quiseram associar-se a nós, celebrou uma vigília de oração de temática vocacional tendo em conta os seis seminaristas, quatro do Instituto Missionário e dois do Centro Dehoniano, que seriam recebidos postulantes.
Às quinze horas, uma moldura humana deu cor e vida à Capela do Instituto Missionário. Entidades públicas, convidados, professores do Instituto Missionário, seminaristas e seus familiares, confrades das nossas várias comunidades e mais uma vez alguns leigos das capelanias onde prestamos serviço, encheram o templo. A celebração eucarística presidida pelo bispo da diocese de Coimbra, o Senhor D. Albino Mamede Cleto e concelebrada por uma quinzena de sacerdotes foi, para nós o ponto alto desta celebração do 50º aniversário do Instituto Missionário Sagrado Coração, e dignamente cantada pelo coro dos seminaristas. O Senhor bispo não deixou de agradecer a presença do Instituto Missionário e dos religiosos dehonianos na diocese e muito concretamente na cidade de Coimbra, salientando que para além do serviço pastoral de educação no Instituto Missionário a nossa actividade se estende também a várias capelanias e uma reitoria e à assistência religiosa em várias comunidades religiosas femininas. No decorrer da celebração os seis seminaristas (Adelino, Roberto Gil, José Luís, João Carlos, Gil e Eugénio) foram recebidos no postulantado. Cerimónia simples como o requer a própria liturgia, mas carregada de significado e de não menos alegria e comoção dos novos postulantes e dos seus familiares que assim viram os seus filhos darem o primeiro passo rumo à vida Consagrada nos Dehonianos.
Um lanche e uma sessão cultural no pavilhão desportivo do Instituto Missionário continuaram a Eucaristia. Os discursos do Superior da comunidade e um alocução do Padre Miguel Corradini, protagonista dos primórdios do Instituto Missionário, traçando o historial da fundação do Instituto Missionário, seguidos da actuação da tuna do Instituto Missionário e da representação de um pequena peça de teatro intitulada "Os Bandidos de Deus" que retratou as aventuras e desventuras dos primeiros passos dos ‘fundadores’ do Instituto Missionário, preencheram a segunda parte deste dia festivo.
A terminar o dia, um jantar festivo, com a presença dos amigos e convidados, encerrou esta jornada de festa. No fim as despedidas, a oração da noite e o descanso dos guerreiros que a festa continuará no dia seguinte com o regresso ao trabalho do dia a dia até à próxima celebração jubilar do Instituto Missionário.


Formação Permanente (04/11/2002)
Dia 16 de Setembro começou, em Roma,
no Colégio Internacional, mais uma etapa de Formação Permanente, desta feita em língua espanhola. O Curso é coordenado por Francisco Sehnem e conta com 19 participantes: Espanha 10, Portugal 3, Chile 2, Brasil Meridional 2, Brasil Setentrional 1, Argentina/Uruguai 1.
Em finais de Setembro, os participantes no Curso partiram para a habitual visita aos lugares dehonianos, na Frnaça e Bélgica. De regressa Roma (06 de Outubro), retomaram as conferências diárias de formação e a visita aos lugares mais significativos da Cidade Eterna.
O Curso de Formação Permanente terminou no passado dia 1 de Setembro com uma solene Eucaristia presidida pelo Superior Geral da Congregação, Pe. Virgínio Bressanelli.
Da Província Portuguesa participaram no referido Curso o Pe. Sergio Filippi, o Pe. Agostinho Basílio e o Pe. José Manuel Fonseca Vicente.


Justiça e Paz (04/11/2002)
Decorreu em Montreal (Canadá), entre 01 e 10 de Outubro de 2002 o Encontro Internacional de Promotores SCJ de Justiça e Paz. Participaram no Encontro 27 dehonianos, de 17 países e 04 continentes, representando as suas Províncias, Regiões ou Distritos. O Encontro foi organizado pela Região do Canadá. A Província Portuguesa esteve representada pelo Pe. José Agostinho Figueiredo Sousa.
Foi um tempo importante de formação e de reflexão para os Promotores SCJ de Justiça e Paz. Foi, também, um tempo de partilha de actividades, de preocupações, de desafios, de sonhos e de projectos. Os participantes no Encontro constataram a difícil realidade em que se movem muitos dos nossos confrades que lutam pela Paz e pela Justiça, mas viram também a imensa vontade de todos para fazer cada vez mais e melhor no sentido de promover os mais pobres e carenciados da nossa sociedade.

LER OUTRAS INFORMAÇÕES  >>>


Profissão Perpétua (24/09/2002)
No passado Domingo, dia 19 de Setembro, no Seminário Nossa Senhora de Fátima, Alfragide, Roberto Viana, Nélio Luciano, Paulo Coelho e João Nélio, celebraram, perpetuamente, a sua consagração a Deus e à sua Igreja, na congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus. Pela profissão dos conselhos evangélicos, de castidade, pobreza e obediência, dispõem-se, em definitivo, a serem sinal da união indissolúvel de Cristo com a
Igreja sua Esposa. Esta foi uma confirmação pública do que têm vivido e experimentado desde a primeira profissão religiosa, a 21 de Setembro de 1996, em Aveiro. Todos eles fizeram já, durante dois anos, uma experiência missionária: em Moçambique, o
Roberto e o Luciano; em Madagáscar, o Paulo e o Nélio. A cerimónia foi presidida pelo Superior Provincial da província portuguesa dos Sacerdotes do Coração de Jesus, o Pe. José Ornelas, e contou com a presença de muitos dos seus confrades, familiares e amigos. O Roberto é natural do Funchal, o Luciano do Santo da Serra (Madeira), o Nélio do Estreito de Câmara
de Lobos (Madeira) e o Paulo de Gandra (Paredes). Continuarão, este ano, os seus estudos de teologia na Universidade Católica de Lisboa. Felicitamos os novos perpétuos e dejamos que o Senhor lhes faça experimentar, a cada momento, a alegria de O seguir.


Novos Religiosos Dehonianos (22/09/2002)
No passado sábado, dia 21 de Setembro, em Aveiro, o António Pedro e o Ismael fizeram a Profissão Religiosa na qual afirmaram a sua consagração a Deus na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus. Com este gesto dedicam toda a sua vida ao Senhor na vivência dos votos de pobreza, castidade e obediência, empenham-se na construção do Reino de Deus procurando ser profetas do amor e servidores da reconciliação e testemunham a fraternidade através da vida em comunidade.
A cerimónia foi presidida pelo Superior Porvincial, Pe. José Ornelas, e contou com a presença de vários religiosos dehonianos, dos pais, familiares e amigos dos neo-professos. O António Pedro é natural de Vizela e o Ismael é natural de Queijas (arredores de Lisboa).
A consagração religiosa é o culminar de um ano de noviciado vivido na Casa Sagrado Coração, em Aveiro. A partir de agora os novos religiosos começam a fazer parte da comunidade do Seminário Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide (Lisboa) e frequentarão o curso de teologia na Universidade Católica Portuguesa, tendo em vista a ordenação sacerdotal.
Felicitamos os novos dehonianos e desejamos vida feliz expressa em entusiasmo, generosidade e serviço à Igreja e aos irmãos.


Bacharel em Pastoral Juvenil (25/06/2002)
A 25 de Junho de 2002, na Universidade Pontifícia Salesiana (UPS), em Roma, o Pe. Juan Marques Noite, (dehoniano) defendeu com êxito o seu trabalho de bacharelato intitulado: "Que proposta de fé para os jovens de hoje?". O Pe. Juan, nasceu na Venezuela, fez a sua formação para a vida religiosa/sacerdotal nos seminários dehonianos em Portugal e foi ordenado sacerdote no Funchal, a 28 de Julho de 2001. Desde 2000 frequenta o Curso de Animação e Pastoral Juvenil na UPS que terminará no próximo ano com a Licenciatura. Ao Pe. Juan apresentamos as nossas felicitações e desejamos que conclua com sucesso a especialização neste ramo importante da pastoral dos tempos actuais.


Novos sacerdotes madeirenses (12/06/2002)
A Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos) tem mais dois novos padres naturais da Madeira: José Nélio da Silva Gouveia e Luís Manuel Pestana de Jesus. A cerimónia da ordenação sacerdotal, presidida por D. Teodoro de Faria, decorreu na tarde da pretérita sexta-feira na igreja paroquial da Ribeira Brava.
No início da sua homilia, o prelado funchalense manifestou a sua alegria por ver que
aquela igreja se encontra repleta de pessoas para assistir à ordenação de dois jovens nascidos na nossa terra.
Referiu que aquela tinha sido "uma escolha de Deus. Porque Deus ama Ele escolhe e dá a Sua graça." Depois fez uma breve reflexão a propósito das leituras daquele dia em que a Igreja celebrava a solenidade do Coração de Jesus, sublinhando que todas elas se resumem numa única palavra: o amor de Deus.
D. Teodoro de Faria acentuou que "Deus continua a amar o Seu povo e que nós temos de demonstrar que O amamos. E para tal temos de amar os outros num amor sem medida."
Falando em particular dos dois novos sacerdotes, o prelado funchalense recordou que ambos "vieram de ambientes simples da nossa terra. Foi aí que Deus os foi escolher. Esta escolha não significa que alguns jovens da paróquia da Ribeira Brava não tivessem sido chamados por Deus para o Seu serviço, mas aqui há muitas seduções e esses jovens não tiveram a coragem suficiente para dar um sim definitivo Àquele que os chamava. Então o Senhor foi até à Serra de Água e escolheu um jovem que disse que sim, apesar de saber das suas naturais dificuldades.
Deus escolheu também um jovem da zona de Câmara de Lobos, que também disse um sim. Aliás aquela é uma zona onde têm surgido muitas vocações sacerdotais, embora agora se note uma certa diminuição, devido às atracções e os perigos que os centros urbanos apresentam."
Salientou a importância das famílias na consolidação das opções destes jovens para o sacerdócio.
D. Teodoro de Faria sublinhou na sua homilia alguns aspectos da espiritualidade do Coração de Jesus que está sempre disponível "para nos ajudar e vai escrever connosco coisas muito lindas."
O prelado da Diocese do Funchal referiu ainda que tinha lido numa revista da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus uma afirmação muito bela do novo sacerdote Luís Pestana de Jesus "que está em consonância com aquilo que lemos no Evangelho e que se refere aos pesos que Deus nos tira e para nos mostrar o caminho que vai tecendo a história da humanidade. Referindo-se a ao ditado português "Deus escreve direito por linhas tortas o Luís dizia que espera que Deus escreva com a linha torta que ele foi, que é e que ele será.
Na realidade todos nós somos linhas tortas. Na história da Igreja só houve uma linha direita, que foi Maria Santíssima. Só a Mãe de Jesus é que nunca teve de ser endireitada. Todos nós precisamos que o Senhor vá endireitando as nossas vidas, tirando os pesos que nós vamos carregando, pesos que aparecem devido à nossa fragilidade humana ou que surgem porque outros nos colocam. Que o Senhor escreva convosco uma bela história: a do amor de Deus através do Coração de Seu Filho, Jesus Cristo, a história da salvação".
D. Teodoro de Faria fez ainda um apelo aos neo-sacerdotes "em qualquer lugar para onde vos mande a Igreja, amai sempre a Igreja. Amai-a através da vossa Congregação. Amar a Igreja é colocar–se naquele plano de Deus que ama os homens. Procurai com a Palavra de Deus aliviar todos aqueles que estão sobrecarregados para que libertos de pesos humanos, descubram o amor insondável de Deus e que amem só a Deus, porque amando a Deus amaremos sempre os nossos irmãos".
A Eucaristia foi concelebrada por um elevado número de sacerdotes, tanto da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus, a trabalhar na Madeira, Continente e Açores, como por sacerdotes diocesanos.

Silvio Mendes 


Peregrinação Dehoniana (04/06/2002)
No dia 02 de Junho, realizou-se a Peregrinação Dehoniana a Fátima. Participaram no evento quase 5.000 pessoas, provenientes de várias paróquias do Porto, Aveiro, Coimbra, Lisboa, Madeira e Açores. Quase todos os lugares do país onde existe uma presença dos Sacerdotes do Coração de Jesus estiveram significativamente representados.
O primeiro acto da Peregrinação foi a recitação do terço na Capelinha das Aparições. Seguiu-se a Eucaristia, presidida por D. José Queirós, bispo de Menongue (Angola). Concelebraram D. Manuel Neto Quintas, bispo dehoniano ao serviço da Igreja diocesana do Algarve, e um grupo numeroso de sacerdotes (inclusive um número significativo de dehonianos). A Eucaristia concluiu-se com a tradicional e sempre emotiva procissão do adeus.
Após o almoço, os participantes na Peregrinação reuniram-se no Centro Pastoral Paulo VI. Os animadores da sessão, utilizando como ponto de partida os materiais que constam da página da Província na internet, apresentaram as diversas comunidades dehonianas espalhadas pelo país e as áreas de apostolado a que se dedicam os Sacerdotes do Coração de Jesus em Portugal. Depois, os vários grupos presentes, partilharam sugestivas e conseguidas encenações relacionadas com o tema da Peregrinação: "Com Maria, sobe à montanha". 
A Peregrinação concluiu-se com a procissão Eucarística, presidida por D. Manuel Neto Quintas.
A jornada constituiu um momento privilegiado de testemunho do carisma dehoniano e um acontecimento potenciador do encontro e da comunhão de todos os que se sentem tocados pela espiritualidade do nosso Fundador. Na comunhão que a todos uniu, na alegria partilhada e cantada, na profundidade das reflexões apresentadas, na fé celebrada com simplicidade e profundidade, no testemunho generoso dos que todos os dias põem a própria vida ao serviço dos irmãos, sentimos concretizar-se o Reino do Coração de Jesus e a civilização do amor que o nosso Fundador sonhou.


Encontro Ibérico de Noviços (04/06/2002)
Entre 27 e 31 de Maio, os noviços das Províncias Lusa e Espanhola realizaram em Salamanca um Encontro Ibérico de noviços dehonianos. Foi uma oportunidade para os noviços das duas Províncias se conhecerem, partilharem experiências pessoais, comunitárias e culturais, aprofundarem o significado do carisma e da espiritualidade do nosso Fundador, tomarem consciência dos novos desafios que hoje se põem à Congregação em geral e a cada uma das duas Províncias em particular. Sobretudo, foi uma oportunidade concreta de os noviços portugueses e espanhóis começarem a descobrir e viver o espírito do "Nós Congregação…".


Ordenação Sace
rdotal em Madagáscar
(04/06/2002)
No próximo dia 09 de Junho, D. Gaetano di Pierro, bispo auxiliar de Ambatondrazaka, conferirá a ordenação sacerdotal ao diácono dehoniano malgaxe Justin Razafindrakoto. A ordenação terá lugar em Imerimandroso, pois a comunidade de Imerimandroso e o bispo de Ambatondrazaka manifestaram o desejo de fazer a ordenação de um padre dehoniano no distrito onde começamos a nossa implantação em Madagáscar. O Justin – que trabalha precisamente no distrito de Imerimandroso – fez o noviciado nos Camarões e professou pela primeira vez em 11 deAgosto de 1995; depois, completou os estudos teológicos em Antananarivo. 
A próxima ordenação sacerdotal do Justin, é mais um sinal da vitalidade da jovem Região malgaxe e um sinal de esperança para a Congregação e para a Igreja.


Encontro de ex-dehonianos (01/06/2002)
Teve lugar, no Seminário Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide, mais um encontro dos antigos alunos do referido seminário e antigos religiosos. Este mesmo encontro teve lugar no passado dia 26 de Maio.
Do programa, conforme vem sendo mais ou menos habitual, constou a Santa Missa, presidida pelo Superior Provincial, Pe. José Ornelas Carvalho. Concelebraram, na referida Eucaristia, o Pe. Andrade e o Pe. Isildo. E que missa animada!… Era ver o Nelson Pestana a tocar órgão com a arte que lhe é reconhecida; o António Henrique e o Correia à viola. É claro que não poderia faltar o Mateus a dirigir tão selecta assembleia! E, então, do grupo coral, constituído por toda a assembleia, nem se fala!…
Seguiu-se o almoço e um tempo de convívio. Alguns religiosos da comunidade presentearam as tão ilustres visitas com o teatro "Os três da vida airada: Cócó, Ranheta e Facada".
Logo de seguida, o grupo reuniu-se para trocar impressões sobre projectos de futuro. Os elementos presentes estavam entusiasmados com o encontro e manifestaram o desejo de nos encontrarmos mais vezes. Por isso mesmo, foi já lançada a ideia de voltarmos a encontrar-nos para um magusto no próximo dia 26 de Outubro. O local será combinado mais tarde pela Comissão de Antigos Alunos e comunicado ao "pessoal".
Não vieram muitos, mas os que vieram gostaram. E, a prova disso é que querem mais…
O encontro terminou com um lanche e um "até breve". 

(Isildo Gomes da Silva, scj – Web
@orrespondente)


O Método da Animação – Livro (31/05/2002)
O Pe. Jacinto Jardim acaba de publicar o seu primeiro livro, dedicado à animação de grupos juvenis: O Método da Animação. Trata-se de uma obra onde o autor apresenta e explana as estratégias, meios e objectivos da animação de grupos de jovens. Recorrendo-se na sua vasta experiência neste campo, o autor coloca nas mãos dos animadores juvenis um óptimo instrumento de trabalho, rico em conteúdos e projectos. O livro está organizado em dez módulos, com os seguintes temas: 1. Animação; 2. Grupo; 3. Comunicação; 4. Reunião; 5. Programação; 6. Dinâmicas; 7. Técnicas; 8. Simbologia; 9. Narração; 10. Animador. O Pe. Jacinto Jardim pertence à Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus. Especializou-se em Pastoral Juvenil na Universidade Pontifícia Salesiana, em Roma. Desde então tem dedicado o seu tempo à formação de animadores, acompanhamento de grupos de jovens, à animação da Juventude Dehoniana, ao ensino na Universidade Católica Portuguesa (Porto),… Pertence à comunidade do Centro Dehoniano e dirige a revista "A Folha dos Valentes". A Direcção do Site felicita o Pe. Jacinto por este seu precioso contributo.


Nova Região e novos Distritos (31/05/2002)
A partir do dia 7 de Junho (Solenidade do Coração de Jesus) far-se-á a unificação da Província do Canadá Inglês e da Região do Canadá Francês numa única Região "nullis provinciae", com o nome de Região do Canadá. Este processo iniciou-se no ano 2000, como tentativa de procurar uma nova solução administrativa que melhor correspondesse às exigências pastorais de hoje. A nova região é composta de 23 membros: 15 provêm do Canadá Inglês e 8 do Canadá Francês.
Também nesse mesmo dia da Solenidade do Coração de Jesus surgirão outras duas novas realidades na Congregação. Tendo em conta o pedido feito pela Província da Polónia e as circunstâncias específicas da Europa de Leste, o Governo Geral, decidiu constituir dois novos distritos dependentes da Província polaca: o Distrito da Moldávia-Ucrânia e o Distrito da Bielo-Rússia.


Missa Nova em Rebordosa (16/05/2002)
No dia 12 de Maio de 2002 realizou-se, na Paróquia de S. Miguel (Rebordosa) a Missa Nova do Pe. Amândio e do Pe. Camilo. 
Foi em ambiente de alegria e de festa que Rebordosa celebrou os neo-sacerdotes. (ver fotos) As ruas que conduziam à igreja paroquial estavam enfeitadas com um tapete de flores. No adro da igreja um grande número de pessoas (e, também, a banda de Rebordosa) acolheram o Pe. Camilo e o Pe. Amândio. 
A Eucaristia, presidida pelo Pe. Camilo, começou por volta das 16.00 horas. O Pe. Amândio fez a homilia. Foi uma celebração viva, e solene, na qual a comunidade cristã de S. Miguel de Rebordosa agradeceu ao Senhor por ter chamado dois filhos da terra para o serviço do Reino do Coração de Jesus. Durante a celebração, os neo-sacerdotes agradeceram a todos aqueles que, ao longo da caminhada, os ajudaram a responder positivamente ao apelo do Senhor – nomeadamente à comunidade cristã onde cresceram e onde receberam a fé, aos confrades que caminharam com eles e os ajudaram, aos familiares e amigos que sempre os apoiaram.
No final da celebra
ção, o tradiciona