Print Friendly, PDF & Email

▬ As imagens do temporal na Madeira têm percorrido o mundo e as suas consequências estão à vista. O Colégio Infante D. Henrique também foi atingido pela intempérie, ainda que nada se possa comparar a tanta desgraça e miséria que se vê à nossa volta. O muro que nos separa do Jardim Tropical da Fundação Berardo ruiu causando muitos estragos no Jardim e pondo em risco os campos abertos, espaços privilegiados para a prática desportiva dos alunos do Colégio Infante D. Henrique. Os maiores prejuízos registam-se no Jardim Tropical causados precisamente pela queda do muro. Felizmente há apenas a registar danos materiais, ainda que consideráveis.
Além disso, muita foi a água que entrou dentro de casa pelo telhado da casa velha, coisa já habitual nestas bandas, aumentando o desgaste e os estragos em alguns quartos e salas do edifício do antigo Hotel Belmonte. Na manhã de sábado foi uma correria ao baldes, plásticos, panelas, tudo o que havia à mão para acolher a água.
Relativamente à comunidade escolar, muitos foram atingidos: famílias que ficaram sem os seus bens e as suas casas e infelizmente uma aluna que ficou sem o pai e outra sem pai e mãe.
Paz àqueles que partiram e a todos os que ficaram a força de Deus e a coragem para se erguer e recomeçar a vida.

» José Augusto Cancela, scj